PUBLICIDADE
Notícias

Jovem gaúcho é o jogador mais caro de League of Legends do Brasil

A multa rescisória para tirar Gabriel Kami de sua equipe custa R$ 1 milhão

11:00 | 06/07/2016
NULL
NULL

Os e-sports alteraram a ideia tradicional dos jogos. Anos atrás, jovens de todo o mundo consideravam os games apenas diversão, entretanto, a atividade se tornou cada vez mais séria. Jogos como o famoso League of Legends (LoL) tornaram seus jogadores, profissionais do mundo dos videogames. Um desses fãs é Gabriel “KamiKat” Bohm, gaúcho de 20 anos que conquistou fama internacional participando de torneios de jogos eletrônicos.
Desde os 3 anos de idade, os jogos foram os companheiros de Gabriel e para a mãe do jovem, Sandra Bohm, a atividade mantinha o filho em casa, distante da violência urbana. O tempo em frente às telas foi aumentando gradativamente, chegando até 10 horas quase ininterruptas. Tantas horas renderam muitos frutos ao rapaz, que hoje possui a multa rescisória mais alta do Brasil no mundo dos games. Para retirar Gabriel da equipe que participa, a Pain Gaming, a multa é de R$ 1 milhão. Além disso, seu rendimento mensal ultrapassa R$ 20 mil.
Gabriel é bicampeão brasileiro de League of Legends, possui uma marca de roupas própria, é garoto-propaganda de uma marca de eletrônicos e arrebatou um fãs por todo o mundo, que o consideram praticamente um embaixador dos jogos eletrônicos. Seu instagram pessoal conta com mais de 72 mil seguidores, enquanto o Facebook de sua equipe, a Pain Gaming, possui aproximadamente 544 mil curtidas. 

Redação do O POVO Online

TAGS