PUBLICIDADE
Notícias

Cinco tecnologias que se tornaram ultrapassadas

Os itens já foram o que havia de mais atual no mercado da tecnologia

17:49 | 17/02/2016
NULL
NULL

Nos anos 1970 e 1980 ter um curso de datilografia era um diferencial e pré-requisito para obter um emprego. A máquina de escrever só permitia uma folha por vez e não era compassível com erros. Se fosse algum documento importante, teria que recomeçar a digitação desde o início. Com o avanço da tecnologia, a máquina de escrever foi "atropelada" pelos computadores e toda a rapidez e eficiência que surgiu a partir da era da informática. Hoje as peças servem para museus para relembrar o cenário de determinada época.
[FOTO2]
O disco magnético com capacidade de poucos megabytes, o que, para a época, era uma imensidão de memória, foi substituído pelo pendrive. O disquete tinha uma vida útil não muito longa: aproximadamente cinco anos.

[FOTO3]
O videocassete levou o cinema para a casa de todos. Além de filmes, era possível nas VHS's gravar programas de TV, podendo repetir quantas vezes desse vontade.
[FOTO4]

As máquinas Polaroid chegaram com a “mágica” da instantaneidade, quando a única saída para ver a foto era levar o filme a um laboratório fotográfico e esperar a revelação por 24 horas.

[FOTO5]
Pager, também chamado de bipe, funcionou de “secretária eletrônica ambulante” antes da chegada dos celulares. Era a maneira de enviar um recado urgente.

Redação O POVO Online

TAGS