Participamos do

Chá de camomila: para que serve, benefícios e como fazer; aprenda

A camomila é uma erva de uso medicinal, cosmético e alimentar. Nutricionista ensina como fazer o chá e explica para que serve. Confira sete benefícios para saúde

A camomila é uma erva de uso medicinal, cosmético e alimentar utilizada desde a antiguidade por possuir substâncias com propriedades ansiolíticas, calmantes, digestivas, anti-inflamatórias e antioxidantes, que auxiliam na manutenção de uma rotina relaxante, aliviando o estresse e ansiedade, e melhorando a qualidade do sono.

No Brasil, devido aos seus diversos benefícios, a Matricaria chamomilla faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (Renisus), por ser considerada uma espécie vegetal com potencial de gerar produtos para a prevenção e tratamentos de doenças. O POVO conversou com a nutricionista Fabrícia Lima, que explicou as propriedades nutricionais da erva e ensinou o preparo do seu chá.

Quais os benefícios nutricionais da camomila?

A forma mais comum de consumo da camomila é, sem dúvidas, a de infusão (imersão de uma substância aromática em água fria ou fervente).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Com o aroma intenso e sabor adocicado, o chá da erva pode ser preparado utilizando as flores e folhas secas da planta ou usando sachês industrializados vendidos nos supermercados.

Para aumentar seu poder de ação, a camomila pode ser misturada a outras ervas, como erva-doce, hortelã e cravo. 

"No geral, os chás são grandes aliados na saúde, além de serem bastante tradicionais em algumas culturas. O chá de camomila é indicado para reduzir ansiedade, graças à glicenia, substância essa que exerce o efeito de calmante sobre os nervos e que ajuda até uma boa noite de sono", explica a nutricionista Fabrícia Lima.

"Além disso, o flavonoide apigenina, também presente nessa planta, liga-se a receptores GABA-A cerebrais de maneira muito semelhante aos benzodiazepínicos (remédios tranquilizantes), reduzindo a ansiedade. Ele pode ser encontrado como flor em pó de camomila pura ou em mistura com outras ervas medicinais populares", completa Fabrícia Lima. 

Para que serve o chá de camomila e é bom para quê? Veja lista com 7 benefícios

  1. Reduz cólicas: "Por sua atividade antiespasmódica, popularmente falando, reduz a contração involuntária dos músculos, assim podendo ajudar a reduzir os gases e as cólicas intestinais", afirma a nutricionista.
  2. Fortalece o sistema cardiovascular: "Regula os níveis de colesterol LDL, conhecido como colesterol "ruim", e por possuir flavonoides, ajuda a reduzir os riscos de doenças das artérias coronárias", pontua Fabrícia. 
  3. Melhora a qualidade sono: "Estudos comprovam que chá de camomila ajuda a reduzir radicais livres porque contém apigenina, um antioxidante que se liga a certos receptores no cérebro e promove o sono", ressalta ela.
  4. Melhora a digestão: "Alguns estudos descobriram que o extrato de camomila exerce um efeito protetor contra diarreia em ratos, efeito que tem sido atribuído às propriedades anti-inflamatórias da camomila", explica a nutricionista.
  5. Efeito antibacteriano: "Os efeitos antibacterianos da ingestão do chá de camomila podem ajudar a prevenir e tratar resfriados. Além disso, protege contra doenças e infecções de natureza bacteriana", diz ela.
  6. Alivia dor de estômago: "A camomila é muito boa para aliviar dores de estômago, ajudando a relaxar os músculos e o revestimento dos intestinos. A erva ajuda ainda melhorar a digestão e pode ser usada com regularidade por quem sofre de síndrome do intestino irritável", afirma a nutricionista.
  7. Mantém a pele saudável: "Devido ao seu efeito anti-inflamatório e antisséptico, a camomila ajuda a limpar irritações cutâneas, como eczema, acne e alergias", finaliza a nutricionista Fabrícia Lima.

Chá de camomila: quais os efeitos colaterais e as contra-indicações?

Assim como tudo na vida, o excesso faz mal - e o chá não é exceção. Isso porque muitas de suas propriedades, quando consumidas em doses elevadas, podem causar danos ao organismo.

A camomila, por sua vez, apesar de apresentar benefícios digestivos, sedativos, anti-inflamatórios e analgésicos, quando ingerida em excesso pode ocasionar a sedação, hipotensão, diarreia, insônia, excitação nervosa, náusea e vômitos. 

"Além disso, potencializa os efeitos dos anticoagulantes orais, reduz a absorção de vários medicamentos e causa hemorragia, podendo ainda provocar paralisia dos músculos lisos do aparelho digestivo, útero e bexiga", diz Fabrícia.

"O chá de camomila não é indicado para gestantes por existir a possibilidade de elevar o risco de aborto. Pessoas que fazem uso de anticoagulantes também devem evitar o consumo da bebida", completa.

Como fazer o chá de camomila?

Ingredientes:

  • 2 colheres de chá de flores secas de camomilas;
  • 250 ml de água.

Modo de preparo:

Utilize cerca de uma colher de chá da planta seca para 250 ml de água. Depois de fervida a água, adicione a camomila seca e deixe em infusão por cerca de cinco minutos. Coe e está pronto para consumir.

Observação da nutricionista:

Recomenda-se não ingerir mais do que três xícaras do chá por dia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar