Participamos do

Cientistas em Cingapura desenvolvem "curativo inteligente"

Calcula-se que entre 1% e 2% das pessoas nos países desenvolvidos irão sofrer ferimentos crônicos em algum momento de suas vidas
00:03 | Dez. 13, 2021
Autor DW
Tipo Notícia

Pesquisadores da Universidade Nacional de Cingapura desenvolveram o primeiro "curativo smart" do mundo para ferimentos crônicos. O chamado VeCare possui uma tecnologia de sensor vestível que informa em tempo real as condições e o ponto de tratamento das feridas, através de um aplicativo.

O curativo, desenvolvido em parceria com o Hospital Geral de Cingapura, utiliza a tecnologia de sensores capazes de detectar temperatura, pH (acidez), tipo de bactéria e fatores inflamatórios específicos dos ferimentos graves, em períodos de 15 minutos.

Calcula-se que entre 1% e 2% das pessoas nos países desenvolvidos irão sofrer ferimentos crônicos em algum momento de suas vidas. O VeCare pode ser especialmente útil para pacientes com a chamada úlcera do pé diabético.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"A plataforma VeCare é facilmente escalonável e adaptável para acomodar diferentes painéis ou marcadores biológicos para monitorar vários tipos de ferimentos", disse Lim Chwee Teck, diretor do Instituto de Inovação da Saúde e Tecnologia (iHealthtech) da Universidade Nacional de Cingapura.

Redução do custo dos tratamentos

O processo de cura das feridas crônicas pode ser interrompido por infecções e traumas repetidos, o que causa mais dores e estresse para os pacientes. No caso da úlcera do pé diabético, isso pode levar a consequências mais graves, como a amputação.

Pacientes com feridas que não cicatrizam normalmente gastam muito tempo e dinheiro em testes e tratamentos para acelerar a recuperação, o que pode levar dias e exigir múltiplas visitas a clínicas. A intenção do curativo inteligente é que as pessoas possam receber aconselhamento médico sem sair de casa.

Esses aparelhos de tratamento localizado combinados com funções digitais podem ter um papel em "transformar a indústria da saúde e a nossa sociedade", observou Lim.

Aprofundamento científico

Existem outras tecnologias de sensores criadas para o tratamento de feridas, mas estas somente conseguem monitorar uma quantidade limitada de marcadores. O VeCare, porém, é a primeira plataforma de análise que consegue detectar certos tipos de bactérias e sondar fatores inflamatórios com um único teste de 15 minutos.

O "curativo smart" permite uma avaliação rápida do microambiente, inflamações e estado das infecções de uma ferida, ao detectar múltiplos marcadores biológicos característicos das feridas graves através de um sistema eletroquímico que analisa os fluidos dos ferimentos.

Um coletor transporta os fluidos para o sensor, e um chip a ele conectado transmite os dados de maneira remota e sem fios para um aplicativo, o que permite a análise em tempo real da ferida. O componente do chip, que funciona através de uma bateria recarregável, pode ser reutilizável.

O curativo inteligente ainda não está disponível. O próximo passo para a equipe de pesquisadores é continuar a desenvolver o VeCare para adequá-lo às exigências regulatórias de segurança e de produção em massa.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente