Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Covid-19: Brasil tem 21 milhões de casos e 587,7 mil mortes

19:43 | Set. 14, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O total de pessoas que foram contaminadas pelo novo coronavírus chegou a 21.019.830. Em 24 horas, as autoridades de saúde confirmaram 13.406 diagnósticos positivos. Ontem, o painel de informações da pandemia contabilizava 21.019.830 casos acumulados.

Ainda há 323.616 casos em acompanhamento. A definição é dada a casos ativos de pessoas que tiveram o diagnóstico confirmado e estão sendo atendidas por equipes de saúde ou se recuperam em casa.

Já a soma de brasileiros que perderam a vida para a pandemia alcançou 587.797 pessoas. Entre ontem e hoje, foram registradas 731 mortes por causa da doença. Ontem, o sistema de informações da pandemia marcava 587.066 óbitos.

Boletim epidemiológico mostra a evolução nos números da pandemia de covid-19 no Brasil.


Ainda há 3.386 mortes em investigação. Nessas situações, os diagnósticos dependem de resultados de exames concluídos apenas após o paciente já ter morrido.

O número de pessoas que se recuperaram da covid-19 chegou a 21.108.417. Isso corresponde a 95,7% das pessoas infectadas no Brasil desde o início da pandemia.

Os dados estão no balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado na noite desta terça-feira (14). A atualização consolida o levantamento realizado pelas secretarias de saúde.

Os dados em geral são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação do sistema pelas secretarias estaduais. Já às terças-feiras os resultados tendem a ser maiores pela regularização dos registros acumulados durante o fim-de-semana.

Estados

No topo do ranking de mortes por estado estão São Paulo (147.444), Rio de Janeiro (64.077), Minas Gerais (53.732), Paraná (38.163) e Rio Grande do Sul (34.510). Na parte de baixo da lista estão Acre (1.816), Amapá (1.963), Roraima (1.971), Tocantins (3.719) e Sergipe (6.003).

Vacinação

Até o início da noite de terça (14), o painel de vacinação do Ministério da Saúde não possuía novas atualizações. Até esta terça-feira, o sistema marcava 212,8 milhões de doses aplicadas, sendo 138,6 milhões da 1ª dose e 74,1 milhões da 2ª dose. Nas últimas 24 horas, foram aplicadas 1,9 milhão de doses. 

Quando considerados apenas os dados consolidados no sistema do Programa Nacional de Imunizações (PNI), foram aplicadas 201,9 milhões de doses, sendo 131,9 milhões da 1ª dose e 70 milhões da 2ª dose.   

Ainda conforme o painel de vacinação, foram distribuídas 259,4 milhões de doses, sendo entregues 256,4 milhões de doses.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Senado aprova distribuição de absorventes para mulheres de baixa renda

Saúde
19:43 | Set. 14, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Senado aprovou hoje (14) um projeto de Lei (PL) que prevê a distribuição gratuita de absorventes para estudantes de baixa renda da rede pública e para mulheres em situação de rua ou de vulnerabilidade social. O texto já havia passado pela Câmara e foi aprovado sem alterações. Agora, vai à sanção.

O projeto visa promover uma estratégia de saúde e atenção à higiene, combatendo a precariedade menstrual – a falta de acesso a produtos de higiene e a outros itens necessários ao período da menstruação feminina.

Itens específicos dessa política, como critérios de quantidade e forma da oferta gratuita de absorventes, serão definidos em regulamento posterior. Os recursos serão da União disponibilizados ao Sistema Único de Saúde (SUS). No caso das mulheres apreendidas e presidiárias, a verba será disponibilizada pelo Fundo Penitenciário Nacional.

Serão contempladas as mulheres em idade reprodutiva inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico), além de mulheres em situação de rua, independente de cadastro.

“Isso eu considero uma urgência. Isso é uma promoção à saúde e uma promoção à educação, já que a cada quatro crianças uma não frequenta as aulas durante o período menstrual porque não tem absorvente”, disse a relatora do projeto no Senado, Zenaide Maia (PROS-RN).

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Ceará tem 31% da população vacinada contra a Covid-19

CORONAVÍRUS
19:37 | Set. 14, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará tem um total de 2.892.551 pessoas que completaram a imunização contra a Covid-19 (duas doses de AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer ou dose única da Janssen). A quantidade equivale a 31,48%* da população vacinada, de um total de 9,2 milhões de pessoas que residem no Estado.

Em relação à primeira dose (D1), mais de cinco milhões de pessoas receberam a vacina, contabilizando 62,25% da população do Estado. As informações são da plataforma Vacinômetro, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), consolidadas às 17 horas desse domingo, 12.

As estimativas da quantidade populacional são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A plataforma ainda mostra que, conforme a última atualização, na sexta-feira, 10, mais de 51 mil pessoas receberam a D1, 101 mil a D2 e nenhuma a dose única. O Ceará ultrapassou a marca de oito milhões de doses aplicadas na última quarta-feira, 8, em sete meses da campanha de vacinação contra a doença, iniciada em 18 de janeiro.

LEIA MAIS | Vacinas da Pfizer e da AstraZeneca neutralizam variante Delta após 2ª dose

+ Morre 1ª pessoa com variante Delta do coronavírus no Ceará

No levantamento dos imunizantes que chegaram ao Ceará, por meio do Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, mais de dez milhões de vacinas foram entregues ao Estado e foram distribuídas aos 184 municípios. A população vem sendo contemplada com doses das vacinas CoronaVac/Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Janssen/Johnson&Johnson — esta última utiliza apenas uma dose de aplicação para imunização contra o vírus. 

Nesta segunda-feira, 13, o Ceará recebeu mais 231 mil doses da vacina Pfizer para aplicação da D1. O lote com 231.660 doses da vacina Pfizer/BioNTech será destinado a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos no Estado. Mais de 100 municípios cearenses já iniciaram a vacinação do público mais jovem. A informação da chegada das doses do imunizante foi publicada pela governador Camilo Santana (PT) nas redes sociais.

Confira os números da vacinação no Ceará

Total de doses aplicadas: 8.611.718
Total de D1 aplicadas: 5.719.167
Total de D2 aplicadas: 2.735.884
Total de doses únicas aplicadas: 156.667

Campanha de vacinação

Na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado, todos os municípios cearenses já começaram a vacinar a população em geral. A nova etapa da campanha acontece de forma escalonada por ordem decrescente de idade, a partir dos 59 anos. Para receber a vacina, as pessoas devem estar devidamente cadastradas na plataforma Saúde Digital, da Sesa.

LEIA MAIS | Passo a passo: como se cadastrar para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

O total de 102 municípios cearenses iniciaram a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. Em Fortaleza, adolescentes de 12 anos começaram a ser vacinados com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19 na última terça-feira, 7. A vacinação na Capital teve início no dia 26 de agosto. Até hoje, 1.005.960 fortalezenses completaram o esquema vacinal contra a doença.

Veja os números de vacinados por grupo prioritário no Estado**

- Profissionais de Saúde (fase 1)

Dose 1 (D1): 259.176 (102%)
Dose 2 (D2): 242.594 (87%)
Dose Única (DU): 123

- Idosos institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 2.198 (108%)
Dose 2 (D2): 2.169 (107%)
Dose Única: 0

- Indígenas (fase 1)

Dose 1 (D1): 19.922 (95%)
Dose 2 (D2): 19.623 (94%)

- Idosos > 75 anos (fase 1)

Dose 1 (D1): 374.694 (108,78%)
Dose 2 (D2): 360.403 (104,33%)
Dose Única: 147

- Deficientes institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 430 (148,28%)
Dose 2 (D2): 430 (138%)
Dose Única: 0

- Idosos entre 70 e 74 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 240.423 (108,05%)
Dose 2 (D2): 221.290 (99,17%)
Dose Única (DU): 139

- Idosos entre 65 e 69 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 272.352 (98,36%)
Dose 2 (D2): 269.694 (93,76%)
Dose Única (DU): 253

- Idosos entre 60 e 64 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 340.240 (99%)
Dose 2 (D2): 311.925 (79%)
Dose Única: 673

- Povos e comunidades quilombolas (fase 2)

Dose 1 (D1): 14.863 (101%)
Dose 2 (D2): 13.869 (86%)
Dose Única: 79

- Trabalhadores da Força de Segurança, Salvamento e Forças Armadas (fase 2)

Dose 1 (D1): 32.737 (111%)
Dose 2 (D2): 25.323 (61%)
Dose Úncia: 124

- Gestantes, Puérperas e Comorbidades (fase 3)

Dose 1 (D1): 61.574 (93%)
Dose 2 (D2): 45.819 (51%)

- PCD e Comorbidades (Fase 3)

Dose 1 (D1): 425.928 (82%)
Dose 2 (D2): 343.293 (43%)
Dose Única: 2.098

- Trabalhadores da Educação (Fase 4)

Dose 1 (D1): 175.499 (99%)
Dose 2 (D2): 149.400 (17%)
Dose Única: 437

- Trabalhadores Portuários (Fase 4)

Dose 1 (D1): 2.978 (133%)
Dose 2 (D2): 683
Dose Única: 2

- Trabalhadores Transporte Aéreo (Fase 4)

Dose 1 (D1): 1.641 (96%)
Dose 2 (D2): 1.744 (79,13%)
Dose Única: 2

*A Sesa destacou que os dados oscilam negativamente em relação aos dias anteriores por consequência de ajustes nas planilhas enviadas pelos municípios.

**As porcentagens da vacinação da população cearense são definidas com base em metas estabelecidas pela Secretaria Estadual da Saúde do Ceará (Sesa) para cada público prioritário. As taxas de aplicação correspondem às doses que já foram distribuídas. Mediante o envio de lotes de vacinas pelo Ministério da Saúde (MS), as doses dos imunizantes são distribuídas aos municípios proporcionais às estimativas populacionais de cada grupo prioritário (meta).259.285

231.660

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Pelé tem alta da UTI e continua em recuperação no hospital

Saúde
17:12 | Set. 14, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O tricampeão de futebol Edson Arantes do Nascimento, conhecido como Rei Pelé, recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas continua em recuperação no Hospital Albert Einstein, na capital paulista. Segundo boletim médico divulgado na tarde de hoje (14), o ex-jogador “apresenta boa condição clínica”.

No dia 4 deste mês, Pelé foi submetido a uma cirurgia para retirada de um tumor no cólon direito, descoberto durante exames cardiovasculares e laboratoriais de rotina, e o material retirado foi encaminhado para análise patológica.

Inicialmente, a previsão era que o ex-jogador, que tem 80 anos, recebesse alta da UTI no dia 7.

Na última sexta-feira (10), Pelé informou, pelo Instagram, que se sentia melhor a cada dia. “Meus amigos, a cada dia que passa eu me sinto um pouco melhor. Estou ansioso para voltar a jogar, mas ainda vou me recuperar por mais alguns dias. Enquanto estou por aqui, aproveito para conversar muito com minha família e para descansar. Obrigado novamente por todas mensagens de carinho. Logo mais estaremos juntos novamente!”, disse o tricampeão na mensagem.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Município de Reriutaba zera casos de Covid-19

Coronavírus
17:01 | Set. 14, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O município de Reriutaba, localizado na região Norte do Estado, zerou casos de Covid-19. A informação foi divulgada nas redes sociais da Prefeitura na tarde desta terça-feira, 14. "É com muita alegria que informamos que hoje, em Reriutaba, ninguém está infectado pelo coronavírus!", informa a postagem. 

Conforme boletim epidemiológico divulgado pela gestão municipal com dados atualizados até a última sexta-feira, 10, já foram confirmados 2.007 casos e 27 óbitos pela doença.

Segundo o Vacinômetro, plataforma de acompanhamento da Secretaria da Saúde (Sesa), 13.740 pessoas já foram contempladas com a primeira dose (D1)  e 541 com a dose única em Reriutaba. Além disso, 7.243 completaram a imunização.

Ceará

Desde o início da pandemia, o Ceará já registrou 934.512 casos confirmados da Covid-19. Desse total, 24.132 pessoas foram a óbito vítimas da infecção. Os dados são do IntegraSUS, consolidados às 17h58min dessa segunda-feira, 13. O Estado tem 658.192 pessoas já recuperadas da doença e 26.376 pessoas com suspeita de infecção. 

Estado tem 2.892.551 pessoas que completaram a imunização contra a Covid-19 (duas doses de AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer ou dose única da Janssen). Número equivale a 31,48% da população.

Em relação à primeira dose, mais de 5 milhões de pessoas receberam a vacina, contabilizando 62,25% da população do Estado. As informações são da plataforma Vacinômetro, da Sesa, consolidadas às 17 horas desse domingo, 12.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

IBGE divulgará cálculo de populações em áreas indígenas e quilombolas

ECONOMIA
17:01 | Set. 14, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que divulgará extraordinariamente, em 15 de outubro, o estudo "Dimensionamento emergencial de população residente em áreas indígenas e quilombolas para ações de enfrentamento à pandemia provocada pelo coronavírus". O levantamento, feito a pedido do Ministério da Saúde, integra a série de Investigações Experimentais, informou o órgão, em nota.
"O relatório técnico apresentará os procedimentos metodológicos e os resultados do dimensionamento emergencial de pessoas residentes em áreas indígenas e quilombolas no ano de 2020 para todos os Estados e Municípios da Federação, e para o Distrito Federal, em atendimento à solicitação do Ministério da Saúde referente ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19", justificou o IBGE.
O órgão ressalta, porém, que os dados devem ser usados "com cautela", por serem classificados como experimentais, ou seja, ainda em fase de testes e sob avaliação técnica.
"Ao divulgá-las, o IBGE pretende envolver os usuários e partes interessadas para avaliação de sua relevância e qualidade, considerando-se os fins a que se destinam", escreveu o comunicado assinado pela Diretoria de Pesquisas e Diretoria de Geociências do instituto.
Segundo o IBGE, as informações do relatório buscam "dar respostas a uma situação de emergência de saúde pública, fornecendo estimativas sobre populações específicas, cuja disponibilidade de dados é restrita".

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags