PUBLICIDADE
Saúde
Noticia

Médicos recomendam mudanças em casa para evitar acidentes com idosos

Profissionais da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia do Ceará indicam também exercícios físicos que fortaleçam a musculatura

17:03 | 17/04/2020
Idosos precisam de cuidados extra durante período de isolamento social
Idosos precisam de cuidados extra durante período de isolamento social (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)

Médicos da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Regional do Ceará (SBOT-CE) reforçaram a necessidade de cuidados especiais para um dos principais grupos de risco da Covid-19, os idosos. Segundo os especialistas pessoas com mais de 65 anos precisam de um ambiente adaptado para evitar acidentes e lesões. Quedas de pessoas nesta faixa etária podem causar vários problemas e consequências sérias, por isso é importante guardar ou mudar alguns itens de lugar e organizar rotina de exercícios que fortaleçam a musculatura nos tempos de quarentena, evitando a necessidade de ir a um hospital ou emergência no momento.

O ortopedista e traumatologista Maximiliano Porto explica que quanto maior o tempo em casa sem a presença de familiares, maiores os riscos de queda. Portanto, o médico recomenda que algumas situações que geram risco sejam sejam eliminadas. Como por exemplo:

retirada de tapetes e móveis que dificultem o trânsito dentro de casa;
uso de placas e tapetes antiderrapantes em banheiros e locais de chão molhado;
usar lâmpadas e iluminação eficiente;
adequação de graus de óculos, na dosagem de remédios;
- usar barras fixas nas paredes em locais de risco de desequilíbrio como banheiros, rampas e escadas, entre outros.

O médico indica também que é necessária realização de atividades físicas na medida certa dentro de casa, em vista de que elas promovem melhoras físicas, psicológicas, além de elevar imunidade, capacidade cardiovascular e respiratória. O médico indica que alongamentos leves e controlados, e até aulas online com instrutores de educação física podem trazer benefícios.

A fisioterapeuta Miriam Mota afirma que antes de iniciar exercícios, é preciso fazer uma avaliação médica, para indicar quais seriam as melhores opções. "E a pessoa nunca fez atividade física e agora quer iniciar a atividade, mas tem algumas patologias prévias, como artrose, osteoporose, hipertensão, é bom conversar com um profissional antes de iniciar o trabalho físico para não se machucar ou piorar a sua condição. Os profissionais de saúde, como médicos, fisioterapeutas e educadores físicos estão autorizados por seus respectivos conselhos a fazerem teleatendimento nessa período de quarentena."

Miriam indica o pilates como uma boa atividade física a ser praticada. "É uma atividade que não tem muito impacto articular, fortalece a musculatura e também trabalha flexibilidade, coordenação motora, equilíbrio, entre outros." aponta.