Moro já está reunido com Bolsonaro; juiz defende agenda anticorrupção
PUBLICIDADE
Notícias


Moro já está reunido com Bolsonaro; juiz defende agenda anticorrupção

O magistrado disse que a motivação de seu encontro com Bolsonaro se dá em razão do País precisar de uma agenda anticorrupção e contra o crime organizado

10:00 | 01/11/2018
O juiz condutor da Lava Jato na 1ª instância, Sérgio Moro, chegou às 9h desta quinta-feira na residência do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), no Rio de Janeiro. Bolsonaro convidou Moro para assumir um superministério da Justiça, ampliado e com órgãos de combate à corrupção, que estão atualmente em outras pastas, como a Polícia Federal e o Coaf, que estão envolvidas nessa operação.

 

Ao desembarcar no aeroporto Santos Dumont, o magistrado não falou com a imprensa e antes de chegar à casa do presidente eleito fez uma pequena parada em um hotel que vem sendo usado como uma espécie de QG para quem visita Bolsonaro. Ele falou apenas com a Rede Globo que o acompanhou na viagem.

[VIDEO1] 

No Santos Dumont, Moro desembarcou diretamente na pista de pouso do aeroporto, de onde partiu em um carro da Polícia Federal. Por volta das 9h30, seguia a conversa entre os dois. A imprensa segue do lado de fora do condomínio na Barra da Tijuca, na zona oeste, aguardando informações.

 

De acordo com o site G1, o magistrado disse que a motivação de seu encontro com Bolsonaro se dá em razão do País precisar de uma agenda anticorrupção e contra o crime organizado.

 

"Se houver a possibilidade de uma implementação dessa agenda, convergência de ideias, como isso ser feito, então há uma possibilidade. Mas como disse, é tudo muito prematuro", disse Moro à reportagem da Globo. Durante o voo, o juiz chegou a dizer que ainda não há nada definido. "Ainda vai haver a conversa", emendou.

 

Na tarde desta quarta-feira, 31, a colunista Sonia Racy, do jornal O Estado de S. Paulo, disse que Moro aceitará o convite de Bolsonaro porque assumirá um ministério da Justiça ampliado. 

Agência Estado

TAGS