Tarcísio (PSOL) diz a Paes que todos sabem que ele é o 'nervosinho' da Odebrecht
PUBLICIDADE
Notícias
entrou<div class="row"> <header class="col-lg-12 col-md-12 col-sm-12 col-xs-12"> <h1 class="tit-noticia">Tarcísio (PSOL) diz a Paes que todos sabem que ele é o 'nervosinho' da Odebrecht</h1> <h2 class="abre-noticia"></h2> <div class="toolbar"> <span class="data">00:20 | 03/10/2018</span> <aside class="btns-sociais" id="socialBtns"> <span class="tendencia"></span> <span class="qtd-comentarios fb-comments-count"></span> <div class="bts-compartilhar"></div> </aside> </div> </header> </div> <div class="row"> <!-- COLUNA DA ESQUERDA --> <div class="col-lg-8 col-md-8 col-sm-12 col-xs-12"> <div class="interna-col-esquerda"> <!-- CONTEUDO INTERNA --> <div class="conteudo-interna conteudo-interna-noticias"> O candidato do PSOL ao governo do Estado do Rio, Tarcísio Motta, lembrou há pouco, no debate da TV Globo, que o candidato do DEM, Eduardo Paes, está na lista de políticos com apelidos da construtora Odebrecht. "Todo mundo sabe que você é o nervosinho da Odebrecht", disse Motta para Paes, no terceiro bloco do debate, encerrado há pouco. <p class="texto"><p class="texto">A lembrança veio numa tréplica após pergunta sobre as investigações da Operação Lava Jato em que Paes é citado. Segundo o ex-prefeito do Rio, "todo mundo que está na vida publica está sujeito a investigações". "Sou favorável e defensor da Lava Jato, mas compete a quem delatou comprovar", afirmou Paes.<p class="texto"><p class="texto">Segundo Motta, um dos delatores da Odebrecht afirmou que Paes recebeu recursos em conta bancária no exterior. "As investigações vão comprovar que não pertence a mim nenhuma conta", afirmou Paes, que procurou olhar para o lado positivo do apelido dado pelos executivos da Odebrecht. "à porque eu não dava intimidade, não era sujeito afeito a conversas", afirmou. <p align='right'><font color='#999999'><em>Agência Estado</em></font></p> <div class="container-autor"> <!-- Your share button code --> <div class="fb-share-button" data-layout="button" data-href="/noticias/politica/ae/2018/10/tarcisio-psol-diz-a-paes-que-todos-sabem-que-ele-e-o-nervosinho-da.html"></div> </div> <div class="sociais-interna"></div> <div class="tags"> <span class="noticias">TAGS</span> <ul> <li> <a href="#"></a> </li> </ul> </div> </div> <!-- /CONTEUDO INTERNA --> <!-- CAIXAS NO CONTEUDO --> <aside class="caixas-conteudo"> <section class="caixa-sidebar recomendadas"> <h3 class="tit-caixa caixa-noticias noticias">Recomendadas para você<span class="bg-noticias"></span></h3> <ul class="lista-sidebar"> <li class="item-lista-sidebar"> <a href="https://www.opovo.com.br/noticias/politica/ae/2018/09/trf-4-nega-recurso-de-lula-que-pedia-declaracao-de-falsidade-de-docume.html"> <span class="tit-lista-sidebar">TRF-4 nega recurso de Lula que pedia declaração de falsidade de documentos</span> <span class="data-lista-sidebar">20:50 | 26/09/2018</span> </a> </li> <li class="item-lista-sidebar"> <a href="https://www.opovo.com.br/noticias/politica/ae/2018/09/debate-candidatos-deixam-ataques-a-bolsonaro-para-as-consideracoes-fi.html"> <span class="tit-lista-sidebar">Debate: candidatos deixam ataques a Bolsonaro para as considerações finais</span> <span class="data-lista-sidebar">20:40 | 26/09/2018</span> </a> </li> <li class="item-lista-sidebar"> <a href="https://www.opovo.com.br/noticias/politica/ae/2018/09/marina-diz-que-dialogo-esta-aberto-com-quem-nao-foi-pego-no-doping-da.html"> <span class="tit-lista-sidebar">Marina diz que diálogo está aberto com quem não foi pego no 'doping da corrupção'</span> <span class="data-lista-sidebar">20:30 | 26/09/2018</span> </a> </li> <li class="item-lista-sidebar"> <a href="https://www.opovo.com.br/noticias/politica/ae/2018/09/stf-mantem-cancelamento-de-titulos-de-eleitores-que-nao-realizaram-bio.html"> <span class="tit-lista-sidebar">STF mantém cancelamento de títulos de eleitores que não realizaram biometria</span> <span class="data-lista-sidebar">20:20 | 26/09/2018</span> </a> </li> </ul> </section> <div class="OUTBRAIN" data-src="" data-widget-id="AR_1" data-ob-template="opovo"></div> <div class="caixa-selos"> <div class="container-selo"> <div id="banner_sp2" class="banner-selo"> <span class="tit-publicidade">PUBLICIDADE</span> <script type="text/javascript"> document.getElementById("banner_sp2").setAttribute("id", banner_sp2); googletag.cmd.push(function() { googletag.display(banner_sp2); }); </script> </div> </div> <div class="container-selo"> <div id="banner_sp3" class="banner-selo"> <span class="tit-publicidade">PUBLICIDADE</span> <script type="text/javascript"> document.getElementById("banner_sp3").setAttribute("id", banner_sp3); googletag.cmd.push(function() { googletag.display(banner_sp3); }); </script> </div> </div> </div> <section class="caixa-sidebar comentarios"> <h3 class="tit-caixa noticias">Comentários</h3> <div class="fb-comments" data-numposts="5" data-width="740" data-href="/noticias/politica/ae/2018/10/tarcisio-psol-diz-a-paes-que-todos-sabem-que-ele-e-o-nervosinho-da.html"></div> </section> </aside> <!-- /CAIXAS NO CONTEUDO --> </div> </div>

Tarcísio (PSOL) diz a Paes que todos sabem que ele é o 'nervosinho' da Odebrecht

00:20 | 03/10/2018
O candidato do PSOL ao governo do Estado do Rio, Tarcísio Motta, lembrou há pouco, no debate da TV Globo, que o candidato do DEM, Eduardo Paes, está na lista de políticos com apelidos da construtora Odebrecht. "Todo mundo sabe que você é o nervosinho da Odebrecht", disse Motta para Paes, no terceiro bloco do debate, encerrado há pouco.

A lembrança veio numa tréplica após pergunta sobre as investigações da Operação Lava Jato em que Paes é citado. Segundo o ex-prefeito do Rio, "todo mundo que está na vida publica está sujeito a investigações". "Sou favorável e defensor da Lava Jato, mas compete a quem delatou comprovar", afirmou Paes.

Segundo Motta, um dos delatores da Odebrecht afirmou que Paes recebeu recursos em conta bancária no exterior. "As investigações vão comprovar que não pertence a mim nenhuma conta", afirmou Paes, que procurou olhar para o lado positivo do apelido dado pelos executivos da Odebrecht. "É porque eu não dava intimidade, não era sujeito afeito a conversas", afirmou.

Agência Estado

TAGS