Declarações de Cid Gomes foram feitas no calor da campanha, diz Wagner
PUBLICIDADE
Notícias


Declarações de Cid Gomes foram feitas no calor da campanha, diz Wagner

Além disso, Wagner afirmou que aposta em um apoio da sociedade, sinalizando que não conta mais com a ampliação de acordos com outros partidos

14:10 | 16/10/2018
NULL
NULL
[FOTO1]

Após o senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) tecer duras críticas ao PT, em um discurso realizado em Fortaleza, o articulador político da campanha de Fernando Haddad à Presidência, Jaques Wagner, disse que as declarações do pedetista foram feitas "no calor da campanha". Além disso, Wagner afirmou que aposta em um apoio da sociedade, sinalizando que não conta mais com a ampliação de acordos com outros partidos.

"Que frente? Quem tá querendo formar frente? Eu desconheço isso", disse Wagner, após uma reunião com Haddad na capital paulista.

Anteriormente, o próprio presidenciável petista e aliados já defenderam formar uma frente contra a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). "A gente quer ampliar com a sociedade. A gente conversa com todo mundo, mas não tem ideia de frente", declarou o baiano.

Para Jaques Wanger, as críticas de Cid Gomes foram feitas "no calor da campanha" e já é suficiente contar com o "apoio crítico" do PDT e do candidatado derrotado no primeiro turno Ciro Gomes. "As pessoas vão votar já. O Fernando Henrique já disse que não vota no outro, o Ciro já disse que não vota no outro".

O coordenador político disse ainda que Haddad já fez os gestos para atrair os apoios. "Agora cada um vai decidir o que vai fazer", completou.

Diante da cobrança de Cid Gomes pelo PT reconhecer os erros, Wagner também desconversou. "Que quer dizer mea-culpa? O PT já falou várias vezes dos erros, eu já falei várias vezes dos erros."

Agência Estado

TAGS