Alckmin diz que anúncio de ruralistas é 'desrespeitoso'
PUBLICIDADE
Notícias


Alckmin diz que anúncio de ruralistas é 'desrespeitoso'

11:40 | 03/10/2018
O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, criticou a manifestação de apoio da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA) a Jair Bolsonaro (PSL). O tucano disse que deputados e senadores da frente não foram consultados e a manifestação foi um ato "individual e extemporâneo". "A manifestação da FPA foi até desrespeitosa. Eu também sou agricultor e não fui consultado. Deputados e senadores não foram consultados. Quem eles consultaram?", questionou Alckmin, que participou de um encontro de lideranças convocado pela União-Geral dos Trabalhadores (UGT), em São Paulo.

Com 210 deputados e 26 senadores, muitos deles oriundos de partidos do Centrão - como sua presidente, deputada Tereza Cristina (DEM-MS) -, a FPA é um grupo forte dentro do Congresso. Em carta publicada na página da entidade na internet, a parlamentar afirmou que a decisão "atende ao clamor do setor produtivo nacional, de empreendedores individuais aos pequenos agricultores e representantes dos grandes negócios".

Punição

Questionado sobre o anúncio feito pela deputada, o presidente do DEM, ACM Neto, afirmou que Tereza não fala em nome do partido.

"A deputada Tereza Cristina fala em nome da frente, mas não do DEM", afirmou ACM Neto, que também é prefeito de Salvador.

Segundo ele, "o DEM continua firme com Alckmin". "A posição mencionada é a de um segmento, mas não é o retrato do partido", disse.

Questionado se Tereza Cristina seria punida, ACM Neto disse que esse assunto não está na pauta. "O objetivo maior é nos unirmos em torno da campanha de Alckmin." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Agência Estado

TAGS