Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Capitão Wagner será o presidente do União Brasil no Ceará e anuncia diretório; veja lista

Nos bastidores, a presidência cearense do União era disputada por Wagner e pelo suplente de senador Chiquinho Feitosa, antes presidente do DEM no Estado

O deputado federal Capitão Wagner (Pros) confirmou, nesta quarta-feira, 16, que será o novo presidente estadual do União Brasil, superpartido criado a partir da fusão entre DEM e PSL, e anunciou parte da composição do diretório da sigla no Ceará. O deputado federal Heitor Freire (UB) assumirá a 1ª vice-presidência da sigla. As informações foram dadas em coletiva de imprensa na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), em Fortaleza.

Entre os nomes já anunciados, estão ainda a deputada estadual Fernanda Pessoa (PSDB), como 2ª vice-presidente, o economista Igor Lucena ocupará a 3ª vice-presidência e o deputado federal Danilo Forte (PSDB) será o secretário-geral do partido. Nos bastidores, o União era disputado por Wagner e pelo suplente de senador Chiquinho Feitosa, antes presidente do Democratas no Ceará.

Lista com o nome dos prováveis integrantes do diretório cearense do União Brasil.
Lista com o nome dos prováveis integrantes do diretório cearense do União Brasil. (Foto: Filipe Pereira / O POVO)

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Questionado sobre a data de oficialização da sua posse como presidente, Wagner disse que "entre hoje e amanhã" deve ser publicada. Sobre as filiações ao UB, o deputado pontuou que “com certeza a gente vai fazer esse evento na próxima semana” dependendo apenas de questões de agenda dos atores políticos envolvidos e que, posteriormente, ocorrerá outra cerimônia oficializando sua pré-candidatura a governador.

A intenção do partido, segundo ele, é eleger entre quatro e cinco deputados federais e de cinco a seis estaduais. Heitor Freire reforçou seu apoio a Wagner. “Eu já tinha conversado com Luciano Bivar (presidente nacional do UB) e ele tinha me dado a palavra de que o partido (no Ceará) era do Capitão Wagner. Conheço Bivar há alguns anos, é um homem de palavra. Uma das grandes atitudes dele é essa (...) Estou com Wagner e o apoiarei até o fim. Quero ver o capitão eleito governador do Ceará”, disse.

O vereador de Fortaleza Sargento Reginauro (Pros), um dos aliados do grupo político de Wagner presentes no evento, destacou que a nomeação do correligionário à presidência do UB mostra a “consolidação da liderança” do deputado, que deve ir para a campanha “com mais força, tempo de TV, e condições em disputar as eleições em pé de igualdade”.

O parlamentar comentou ainda que é interessante e natural que políticos próximos ao Capitão acompanhem sua movimentação e migrem para o UB. Sobre migração de parlamentares do Pros, Reginauro disse que a tendência natural dos deputados é de migração, mas que os vereadores, sem janela partidária neste ano, estão “avaliando as possibilidades, mas é possível que acompanhemos o Capitão Wagner”, encerrou.

O deputado estadual Heitor Férrer (Solidariedade), também da oposição ao governo do Estado, disse ao programa Jogo Político, do O POVO, que foi procurado por Wagner para uma conversa. Nesta quarta-feira, ele revelou que o diálogo deve ocorrer após a coletiva de Wagner na AL-CE e confirmou que o União Brasil “deve ser o seu partido de filiação”. 

A migração de Wagner deve atrair para o União Brasil outros grupos, como parlamentares do Pros no Ceará e ainda o grupo liderado pelo prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, que hoje está no PSDB, mas já sinalizou intenções de migração em massa para o UB. Em contrapartida, nomes como Chiquinho Feitosa e Aníbal Gomes são apontados com tendência de deixar a sigla, segundo Wagner.

Com informações do repórter Filipe Pereira


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar