Participamos do

Desafiado por Camilo, Capitão Wagner apresenta 3 ideias para melhorar a segurança do Ceará; confira

O pré-candidato ao Governo do Estado usou seu perfil nas redes para apresentar soluções para "um Ceará sem medo"; Camilo criticou a postura de Wagner e disse que sua única contribuição "foi fazer dois motins "
18:17 | Mar. 10, 2022
Autor Maria Eduarda Pessoa
Foto do autor
Maria Eduarda Pessoa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O deputado e pré-candidato ao Governo do Estado, Capitão Wagner (Pros), respondeu provocação do governador Camilo Santana (PT) e destacou três iniciativas para melhorar a Segurança Pública do Ceará. De acordo com Wagner, as soluções para “um Ceará sem medo” são: "dobrar o número de policiais nas ruas do Estado; investimento pesado em inteligência; e plano de ação social nas áreas mais vulneráveis".

A publicação, feita no perfil do deputado no Instagram, é acompanhada de uma imagem com um texto. Nela, Wagner afirma que “em 2021, o Ceará, com 9 milhões de habitantes, teve 3.299 homicídios. O estado de São Paulo, com 44 milhões de habitantes, teve 2.847 homicídios”. “Entendeu o risco que corremos disso continuar?”, questionou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Nesta quinta-feira, 10, durante evento no Palácio da Abolição, o governador Camilo Santana rebateu duramente as críticas feitas pelo opositor sobre a Segurança Pública no Ceará. O petista afirmou que a única contribuição do adversário na área foi “fazer dois motins que prejudicaram a população do Ceará”.

“Queria saber qual é a sugestão dele (Wagner) para a Segurança Pública? Algum de vocês sabe? A única contribuição que ele deu, ao longo desse tempo, para a segurança foi fazer dois motins que prejudicaram a população do Ceará. Se vocês, repórteres, disserem uma sugestão, uma, que ele deu para a segurança pública. Ninguém sabe”, disparou Santana.

“A segurança pública do Ceará precisa ser priorizada pelos gestores. No nosso governo, não vou delegar a responsabilidade da segurança pra o vice, como tem sido feito ao longo de 16 anos: eu vou cuidar pessoalmente da segurança dos cearenses!”, afirmou Wagner, em mensagem divulgada nas redes sociais no início de fevereiro. Atualmente, a vice-governadora Izolda Cela (PDT) comanda o programa Pacto por um Ceará Pacífico.

Segundo Camilo, seria mais produtivo que as lideranças de oposição, como Wagner, ajudassem a construir soluções para o problema. "Ao invés de estarem fazendo apenas a retórica, poderiam estar ajudando a construir nessa área que ele diz ser um especialista. Qual a contribuição que ele tem dado nessa área como parlamentar? Não vou entrar no debate dele. A política se faz de forma coletiva, dialogando, contribuindo e é isso que estamos fazendo aqui”, reforçou.

 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags