Participamos do

Queiroz avança nas negociações com PTB para ser candidato a deputado: "momento de eu ter voz"

Investigado no caso das rachadinhas da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ), ex-policial militar tem usado suas redes sociais para divulgar seu nome
15:25 | Jan. 12, 2022
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), Fabrício Queiroz, deve se filiar ao PTB, partido do ex-deputado Roberto Jefferson.  Com plano de se candidatar a deputado federal nas eleições de outubro, ele afirmou em entrevista à Crusoé ter se reunido com Graciela Nienov, que responde pelo comando do partido desde a prisão de Roberto Jefferson, a quem chamou de “verdadeiro patriota”.

“Está caminhando para o PTB, partido conservador. Deus, família e pátria. A conversa foi boa”, disse Queiroz em entrevista, afirmando que as conversas estão prosseguindo. Para o ex-assessor parlamentar, a candidatura e um eventual mandato em Brasília o ajudariam a ter voz e a provar sua inocência.

“Passei uma perseguição incrível, e seria o momento de eu ter voz, oportunidade para defender a bandeira brasileira e provar, sem perseguição, minha inocência. Sou da área de segurança pública. Essa vai ser minha bandeira. E também defender a vida, desde a concepção no ventre, e combater a ideologia de gênero. Além do apoio total ao presidente da República”, disse Queiroz. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

De acordo com Queiroz, a escolha pelo PTB se deu pelo partido ser conservador. Porém, embora afirme que conversou com Graciela, a dirigente da legenda nega que tenha tratado com o ex-assessor de sua filiação e de uma eventual candidatura.

Investigado no caso das rachadinhas da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ), o ex-policial militar tem usado suas redes sociais para divulgar seu nome. Com logomarca decorada com as cores verde e amarela, em uma de suas postagens, ele associa sua imagem à de seu antigo chefe e à do presidente Jair Bolsonaro.

Nesta segunda-feira, 10, Queiroz divulgou um vídeo editado em que aparece em várias fotos ao lado do presidente. Em um dos registros, ambos aparecem posando na praia, de sunga. “Meu maior desejo é lutar contra o comunismo e mostrar o que vejo. (…) Eu quero que o PT vá com os urubu (sic) visitar o seu guru lá na cadeia (…) Onde já se viu o cara da cadeia governar o nosso Brasil?”, diz a letra. Ao fundo, toca uma  trilha sonora elogiando Bolsonaro e criticando o PT e o ex-presidente Lula. 

 

 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente