Participamos do

Lojas vendem boné de Lula com referência a slogan utilizado por Donald Trump

As semelhanças entre as peças que fazem referência a Lula e a Trump não se limitam ao slogan. A cor predominante em ambas é o vermelho
14:33 | Jan. 05, 2022
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Lojas online estão vendendo bonés inspirados no slogan do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para que apoiadores do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manifestem sua preferência pelo petista nas eleições presidenciais brasileiras previstas para outubro deste ano. A peça pode ser adquirida por R$ 99,00. 

Nas peças, lê-se a frase “Make Lula President Again” (Torne Lula presidente novamente), que faz referência ao slogan utilizado pelo então candidato republicano Donald Trump na campanha presidencial americana de 2016: “Make America Great Again” (Torne a América Grande Novamente). Além dos bonés, também é possível achar camisetas com a frase.

“Make Lula president again" é uma paródia do slogan americano, idealizada pelo designer Renan Costa Lima, criador da empresa Riso Tropical, uma editora e oficina de impressão criada em 2016, para ironizar o movimento registrado nos EUA que gerou repercussões mundo afora.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O slogan de Trump foi um sucesso durante a campanha presidencial e o boné vermelho passou a ser amplamente utilizado por seus apoiadores durante toda a gestão Trump. Na campanha presidencial de 2020, Trump tentou reeditar o movimento com um slogan similar “Keep America Great” (Mantenha a América Grande) na tentativa de garantir a reeleição. No entanto, o republicano acabou derrotado pelo atual presidente, o democrata Joe Biden.

As semelhanças entre as peças que fazem referência a Lula e a Trump não se limitam ao slogan. A cor predominante em ambos os bonés é o vermelho. Mesmo o brasileiro e o estadunidense sendo de espectros políticos diferentes, a coincidência ocorre por conta de uma diferença simples na identificação dos partidos no Brasil e nos Estados Unidos.

Enquanto no Brasil, partidos mais à esquerda geralmente têm o vermelho como cor predominante, nos Estados Unidos, onde o sistema partidário é dominado por Democratas (progressistas) e Republicanos (conservadores), a cor vermelha faz referência aos Republicanos. Nos EUA, os democratas são representados pela cor azul.

Remete à eleição de 1996 o início da associação do vermelho com os republicanos e do azul com os democratas. Mas a tendência se confirmou quatro anos mais tarde, em 2000, na disputa presidencial entre o republicano George Bush e o democrata Al Gore, um das mais disputadas da história do país, quando os mapas ilustrativos usaram as cores para mostrar a distribuição de votos.

À época, especulava-se que a razão para associar o vermelho com os republicanos se fundamentou na ocasião de que as duas palavras, em inglês, tem a mesma letra inicial, o "R".

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags