Participamos do

Em derrota para Bolsonaro, Elon Musk é escolhido personalidade do ano pela revista Time

Em 2021, Musk se tornou a pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio de mais de US$ 188 bilhões. Chamado de "líder controverso" pela revista, Bolsonaro recebeu quase um quarto dos 9 milhões de votos dados em enquete feita pela internet.
11:49 | Dez. 13, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A revista americana Time anunciou nesta segunda-feira, 13, o empresário Elon Musk como personalidade do ano 2021. Segundo a publicação, o presidente-executivo da Tesla e dono da SpaceX “já tem um alcance que se estende além da Terra”, devido aos planos de construir o que ele próprio chama de “uma arca de Noé futurística”.

Em derrota para Bolsonaro, Elon Musk é escolhido personalidade do ano pela Time
Em derrota para Bolsonaro, Elon Musk é escolhido personalidade do ano pela Time (Foto: Reprodução)

Neste ano, o empresário se tornou a pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio de mais de US$ 188 bilhões. Em 2019, a revista deu o título a ativista sueca Greta Thunberg, com então 16 anos. Ela se tornou a mais jovem personalidade do ano a ganhar capa. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro (PL) chegou a ser anunciado vencedor de uma enquete online da mesma revista, referente à “Personalidade do Ano 2021”. O reconhecimento, entretanto, não tem relação com o anúncio oficial desta segunda. O presidente chegou a pedir que a revista americana lhe concedesse o título, após o resultado da enquete, o que não aconteceu, representando um derrota para o chefe do Palácio do Planalto.

“Agradeço aos 2.160.000 eleitores que votaram em mim. Esperamos que Revista TIME nos conceda, de fato, o título respeitando o resultado das eleições. Nossos cumprimentos a Donald Trump pelo segundo lugar”, escreveu o chefe do Executivo. 

Chamado de "líder controverso" pela revista, Bolsonaro recebeu quase um quarto dos 9 milhões de votos dados pela internet. O prêmio é concedido à pessoa que, na avaliação dos editores da revista, mais influenciou os acontecimentos dos últimos 12 meses, "para melhor ou pior".

Em sua publicação, a revista considerou ainda que Bolsonaro deve concorrer à reeleição em 2022, mas que vem enfrentando uma "crescente rejeição" por conta do direcionamento dado a sua política econômica.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags