Participamos do

Câmara aprova projeto que autoriza tráfego de buggys em dunas de Fortaleza

O vereador Gabriel Aguiar (Psol) tenta diálogo para que o artigo 3º que regulamenta o trânsido seja vetado pelo prefeito José Sarto (PDT)
14:27 | Dez. 03, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, nesta quinta-feira, 2, o Projeto de Lei 0678/2021 que regulamenta o serviço de "Buggy Turismo" em Fortaleza. Porém, em seu artigo 3º, o texto autoriza o tráfego de buggys em áreas ambientalmente protegidas, como praias, dunas, regiões de lagoas e sítios de valor histórico e cultural. 

O projeto, de autoria do vereador Gardel Rolim (PDT), foi criticado por não ter sido debatido pela sociedade civil e não passar na Comissão de Política Urbana e Meio Ambiente da Câmara. O PL, caso seja sancionado na íntegra pelo prefeito José Sarto (PDT), deve impactar diretamente o Parque Natural Municipal das Dunas da Sabiaguaba, a APA da Sabiaguaba e o Parque Estadual do Cocó, assim como os moradores locais.

O texto foi rebatido pelo vereador Gabriel Aguiar (Psol). O ambientalista disse entender a importância da regulamentação para a categoria de bugueiros, porém, defendeu que a medida não pode ser tomada de forma "indiscriminada". Nas redes sociais, o parlamentar afirmou que agora deve pressionar Sarto pelo veto ao artigo polêmico. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"A gente tá abrindo diálogo e buscando resolver esse problema, porque a gente sabe que a profissão de buggy precisa ser regulamentada, mas jamais da forma como foi feita, liberando geral a passagem desses veículos em áreas ambientalmente sensíveis. A boa notícia é que a gente tá em diálogo com o autor do projeto, que disse que tem abertura e interesse que a gente conquiste o veto do art 3º", disse Gabriel.

Como justificativa para o projeto, Gardel argumenta que "é fundamental que a profissão de bugueiro turístico seja regulamentada para permitir que se possa promover a gestão qualificada desses condutores que, ao longo dos anos, desenvolveram por conta própria um papel de grande importância para a incrementação do turismo local em nosso litoral e em áreas do interior do território do município que possui dunas, locais alagados e sítios históricos e naturais de exuberante beleza conhecidos e desfrutados através de veículos tipo buggy-turismo".


 

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags