Participamos do

Inimigo do bolsonarismo, Paulo Freire ganha estátua na Universidade de Cambridge

O educador é o único brasileiro a ganhar uma escultura na instituição. O busto de Freire é definido pelos professores locais como um símbolo de "tolerância e diálogo" em tempos de "guerra cultural" no ambiente acadêmico
16:15 | Nov. 26, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em reconhecimento feito por grupo de acadêmicos britânicos da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, o educador brasileiro Paulo Freire ganhou uma escultura de bronze reproduzindo seu rosto na instituição. Atacado sistematicamente por integrantes do governo Jair Bolsonaro e pelo próprio presidente, o professor é reconhecido internacionalmente como um dos principais e mais influentes pensadores da história.

Inaugurado nesta semana, em um dos corredores da biblioteca da Faculdade de Educação, o busto de Freire é definido pelos professores locais como um símbolo de “tolerância e diálogo” em tempos de “guerra cultural” no ambiente acadêmico. O educador é o único brasileiro a ganhar uma escultura na instituição.

A obra adquirida pela universidade foi criada pelo artista plástico Murilo Sá Toledo e é idêntica às inúmeras encomendadas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) para celebrar o centenário de Paulo Freire, em 2021, em assentamentos do Brasil, segundo O Globo.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA MAIS l Paulo Freire: por que o pensador brasileiro mais citado no Exterior é o mais polêmico no País

Nascido um século atrás, em 19 de setembro de 1921, Paulo Reglus Neves Freire deixou o Brasil após ter ficado preso por cerca de 70 dias. O golpe militar, em 31 de março de 1964, havia interrompido a implementação do Plano Nacional de Alfabetização (PNA) do governo João Goulart, que replicaria e ampliaria experiências de Freire até aquele momento. 

Uma reportagem especial do O POVO comemorativa aos 100 anos de Freire, realizada pela jornalista Gabriela Custódio, mostra como o patrono da educação brasileira tornou-se Amado e reconhecido por muitos, além odiado por outros tantos. Considerado subversivo pelos militares no poder, foi preso e partiu para o exílio em setembro de 1964. 

Inúmeras homenagens foram recebidas por Paulo Freire em vida. Outras tantas foram prestadas in memoriam. Em março de 1988, esteve em Fortaleza para receber a medalha Frei Tito de Alencar, e naquele mesmo ano a Universidade Federal do Ceará (UFC) atribuiu-lhe o título de Doutor Honoris Causa. Em abril de 1996, tornou-se cidadão cearense por meio da lei nº 12.569.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags