Participamos do

Índice de popularidade digital mostra Lula e Moro em alta e Bolsonaro estável

Os governadores João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS), que disputam as prévias do PSDB, ficaram atrás de Lula, Bolsonaro, Moro e Ciro
14:56 | Nov. 22, 2021
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O novo ranking de popularidade digital da consultoria Quaest, divulgado nesta segunda-feira, 22, mostrou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) manteve-se com estabilidade no ranking entre a última semana de outubro e a primeira quinzena de novembro. Ele foi superado pelo ex-presidente Lula (PT) no penúltimo dia do período analisado.

O balanço mais recente do Índice de Popularidade Digital (IPD) mostrou que Bolsonaro perdeu a liderança para o petista na última segunda-feira, 15, quando Lula tinha 1,87 ponto de vantagem. No dia seguinte, o ex-presidente tinha 63,9 pontos, contra 57,9 de Bolsonaro. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo.

Dentre os presidenciáveis, Bolsonaro é quem tem o maior IPD médio (na casa dos 58 pontos), embora tenha a liderança ameaçada por oponentes em algumas ocasiões. Já o crescimento de Lula no IPD ocorre no momento em que há grande repercussão das viagens do petista a países da Europa, iniciadas no último dia 11 e repleta de encontros com líderes políticos da União Europeia.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O estudo mostrou ainda que o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro (Podemos) cresceu na popularidade, aproximando-se do presidenciável do PDT, Ciro Gomes. Na terça-feira, quando o relatório foi concluído, estava em terceiro lugar. Já o PSDB, que define candidato nas prévias disputadas pelos governadores João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS), não conseguiu catapultar a presença digital dos tucanos, que ficaram atrás de Lula, Bolsonaro, Moro e Ciro.

Desde 2019, o IPD avalia o desempenho de políticos nas plataformas Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, Wikipedia e Google. A medida é feita em uma escala de zero a 100, na qual o 100 representa o máximo de popularidade que pode ser alcançado por uma personalidade. O índice monitora variáveis como número de seguidores, engajamento, mobilização e interesse.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags