Participamos do

Ao vivo: acompanhe votação no STF sobre suspensão do orçamento secreto

O julgamento ocorre no plenário virtual, no qual os ministros apresentam seus votos em um sistema eletrônico do Supremo
11:04 | Nov. 09, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a decidir nesta terça-feira, 9, se mantém a liminar (decisão temporária) concedida pela ministra Rosa Weber que suspendeu o pagamento das emendas de relator ao Orçamento da União, o chamado "orçamento secreto".

O julgamento ocorre no plenário virtual, no qual os ministros apresentam seus votos em um sistema eletrônico do Supremo. O prazo para inserção dos votos começou à 0h de segunda para terça e termina às 23h59 desta quarta-feira, 10. Caso algum dos ministros peça destaque, a análise é interrompida e levada ao plenário físico, em data a ser definida.



A execução do dinheiro do chamado "orçamento secreto" virou alvo de disputa entre o STF e a Câmara dos Deputados em meio à votação da PEC dos Precatórios, cujo segundo turno na Casa está previsto para hoje (9). Mas o que, afinal, ele é e por que virou motivo de polêmica?

O "orçamento secreto" remete a um tipo de emenda parlamentar —a de relator, com o código técnico RP-9. Ela ganhou esse apelido devido à maior falta de transparência na aplicação de seus recursos, segundo parlamentares de oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags