Participamos do

"A mamata não acabou": propaganda do Burger King faz referência a governo Bolsonaro

O material explica que, com o aplicativo próprio da rede, os clientes podem aproveitar descontos ainda maiores nos preços oferecidos pela plataforma "BK Todo Dia".
12:26 | Nov. 04, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A nova campanha do Burger King pega carona no contexto político brasileito e usa uma das expressões mais usadas atualmente: "e a mamata, hein?". Reforçando que a mamata não acabou, a empresa destaca que está com seis sanduíches por R$9,90 cada e reforça que “mamata é comer bem e pagando pouco”.

O material explica que, com o aplicativo próprio da rede, os clientes podem aproveitar de descontos ainda maiores nos preços oferecidos pela plataforma “BK Todo Dia”. O consumidor deve consultar as lojas participantes no app do BK, escolher seu sanduíche e gerar o cupom com QR Code, que deve ser apresentado no restaurante ou nos totens de autoatendimento.

Geralmente usada por alas bolsonaristas para se referir a opositores de esquerda que possam fazer uso de verbas públicas para benefício próprio, a expressão também é usada agora para uma série de críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro, alvo de uma série de investigações na Justiça e na Polícia Federal. 

Em outubro, em caso mais recente envolve uma reportagem da revista Crusoé, que afirma que primeira-dama Michelle Bolsonaro agiu pessoalmente para favorecer empresários bolsonaristas e próximos à família junto à Caixa Econômica durante a pandemia. Em tom de ironia, o deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ) comentou a denúncia indagando: "a mamata não ia acabar?". Além, investigações sobre esquemas de "rachadinha" assombram a família Bolsonaro. 

A campanha “R$ 9,90 é uma Mamata” foi desenvolvida pela DAVID para reforçar que, no aplicativo do BK, os clientes têm acesso a benefícios e ofertas exclusivas. Fazem parte da promoção os sanduíches Whopper, o Big King, Cheddar duplo, Cheeseburger duplo bacon, Rodeio Duplo e o Chicken Duplo.

Juliana Cury, Diretora de Marcas da BK Brasil, máster franqueada de Burger King e Popeyes no país, comenta que nas campanhas a marca sempre usa do factual como uma maneira de se comunicar com os clientes. “Usamos do tom de voz bem-humorado da marca para levarmos leveza para o dia a dia dos nossos consumidores, sem deixar de oferecer algo muito importante para eles: serviços, produtos e preços que estejam em linha com as suas rotinas e perfis", ressalta.

Fabricio Pretto, diretor de Criação da DAVID, conta que a estratégia tem desdobramentos nas redes sociais da marca. “O país inteiro está se perguntando se a mamata acabou. O BK mostrou que não. Na verdade, a mamata segue bombando no app”, diz.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags