Participamos do

Diretores da Anvisa denunciam ameaças de morte devido aprovação de vacinas para crianças

Caso acontece na mesma semana em que a Pfizer informou que entrará com pedido de autorização de uso da vacina em crianças de 5 a 11 anos de idade no mês de novembro
14:46 | Out. 29, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) revelou nesta sexta-feira, 29, que cinco diretores da instituição foram ameaçados de morte em função da eventual aprovação de vacinas para crianças de 5 a 11 anos. As intimidações teriam acontecido nesta quinta-feira, 28, às 8h31min, por meio de emails. 

Além dos diretores, também constam como alvo das citadas ameaças de morte instituições escolares do Estado do Paraná. O caso já foi reportado às autoridades policiais e o Ministério Público, nos âmbitos Federal, Estadual e Distrital, entre outras, para adoção de medidas cabíveis, afirma o órgão. 

Nesta quarta-feira, 27, a Pfizer informou que deve submeter pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aprovação do uso da sua vacina contra a covid-19, a ComiRNAty, em crianças entre 5 a 11 anos no mês de novembro deste ano. A vacina da Pfizer/BioNTech apresentou 90,7% de eficácia contra o novo coronavírus em um ensaio clínico para esta desta faixa etária, informou a farmacêutica norte-americana na última sexta-feira, 22.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A Anvisa afirma ter enviado um ofício ao Ministério Público Federal (MPF), MP-PR, à Polícia Federal (PF), às secretarias de Segurança Pública do Paraná e do Distrito Federal, aos ministério da Justiça e da Saúde, à Casa Civil, ao SUpremo Tribunal Federal (STF), aos presidentes da República, Jair Bolsonaro, do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Atualmente, a vacina da farmacêutica tem autorização da Anvisa para ser aplicada em adolescentes com 12 anos ou mais. Sua aplicação para jovens de 12 a 15 anos foi autorizada no mês de junho deste ano pela agência sanitária.

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags