Participamos do

"Com o lulopetismo corrompido a minha relação é definitivamente encerrada", diz Ciro

O ex-ministro disse ainda que quem produziu Bolsonaro foi "a irresponsabilidade criminosa e corrupta" de Lula, e que o petista tornou-se parte do problema brasileiro
15:08 | Out. 13, 2021
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ex-ministro e pré-candidato a presidente Ciro Gomes (PDT) voltou a criticar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), interrompendo a trégua que havia pedido, nas manifestações do começo deste mês, em nome do impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em entrevista ao Estadão, ele disse ter cortado relações com o lulopetismo e criticou o ex-aliado.

Ao ser questionado se a sua relação com o PT era inconciliável, Ciro disse que não com a legenda, mas que “com o lulopetismo corrompido e neoliberal tosco, a minha relação é definitivamente encerrada”.

O pedetista ainda questionou os motivos para a eleição de Bolsonaro há três anos. “Quem produziu Bolsonaro foi a irresponsabilidade criminosa e corrupta do senhor Luiz Inácio Lula da Silva (PT)”, alegando que o ex-presidente tornou-se parte central do problema brasileiro e reforçando o distanciamento.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Ciro disse ainda que se tivesse ido ao segundo turno eleitoral em 2018, venceria Bolsonaro. “Eu jamais acreditei que o Bolsonaro teria chance e mordi a língua. Eu ganharia as eleições do Bolsonaro. A força dominante era uma repulsa contra o Lula e o PT, que destruíram a economia e levaram a corrupção ao centro da governança”, explicou.

Ciro disse ainda ter o palpite de que Bolsonaro não estará entre os candidatos a presidente no ano que vem por não ter condições de garantir a reeleição.

“Não reúne a menor condição objetiva de se apresentar para o povo. É um governo trágico de que não tem absolutamente nada para mostrar. E o lastro para uma equivocada ideia de que vai subornar o povo melhorando o Bolsa Família esbarra na parede de que Bolsonaro quebrou as contas públicas (...) eu nunca vi uma situação fiscal tão trágica”.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags