Participamos do

Ivo anuncia que Sobral já tem lei sobre fornecimento de absorventes: "uns vetam, eu sanciono"

O prefeito anunciou a inciativa ao comentar o veto do presidente Jair Bolsonaro ao fornecimento gratuito do material pela União
19:08 | Out. 07, 2021
Autor Maria Eduarda Pessoa
Foto do autor
Maria Eduarda Pessoa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Enquanto o Brasil se voltava para a discussão sobre o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao projeto que garante fornecimento gratuito de absorvente nas escolas públicas e para mulheres em situação de vulnerabilidade social, o prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), anunciou que o município já conta com lei com o mesmo propósito. "Uns vetam. Eu sanciono", provocou.

Em publicação nas redes sociais, o gestor detalhou o projeto de autoria do Executivo e que foi sancionado em agosto deste ano. "Em agosto sancionei a lei que institui a política municipal de atenção à higiene íntima e combate à pobreza menstrual. Com a medida, o município passa a fornecer absorventes para mulheres, meninas que estudam na rede pública, pessoas transgênero e não-binárias, com prioridade para as que estejam em situação de vulnerabilidade social", escreveu.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O prefeito conta que o texto original passou por alterações na Câmara com o intuito de ampliar a inciativa, de forma a atingir todas as pessoas que menstruam além de mulheres cisgênero. "A lei, de iniciativa do Executivo, passou por alterações na Câmara Municipal para incluir a atenção aos demais corpos menstruantes", afirmou.

Segundo o prefeito, o projeto prevê ainda campanhas educativas para a correta higiene íntima. 

O Governo do Ceará também divulgou iniciativa semelhante ao repercutir o veto presidencial. No mês de julho, o governador Camilo Santana (PT) sancionou a lei que prevê a distribuição kits com absorventes íntimos para estudantes do ensino médio e superior a partir do segundo semestre deste ano.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags