Participamos do

Com apoio da oposição, veto de Bolsonaro que permite tributar Netflix pode ser aprovado

Grupo deve manter veto presidencial ao trecho que isentava as plataformas de streaming de pagar a Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional (Condecine).
17:22 | Set. 23, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Grande parte de parlamentares de oposição ao governo federal na Câmara dos Deputados deve votar para confirmar a decisão do presidente Jair Bolsonaro de acrescentar mais um imposto a plataformas de streaming, como Netflix, Amazon Prime e HBO Max. A informação é da coluna do jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles. 

Segundo reportagem, a tendência é que a maioria dos deputados de oposição trabalhem para manter o veto do presidente ao trecho que isentava as plataformas de streaming a pagar a Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional (Condecine). O trecho constava na Medida Provisória 1.018. O texto, contudo, foi vetado por Bolsonaro em junho.

A expectativa é que o tema seja discutido com as bancadas ainda nesta semana, sob a chancela do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL). Na próxima semana, o Congresso deve decidir finalmente se mantém ou não o veto. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Enquanto isso, com apoio dos representantes das plataformas, o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, atua para derrubar o novo tributo e inviabilizar veto no Legislativo. A alegação é de que o dispositivo trará insegurança jurídica para os serviços atuarem no Brasil.

 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags