Participamos do

Após bate-boca, Aziz encerra reunião da CPI e depoimento de Wagner Rosário

17:00 | Set. 21, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), encerrou a reunião desta terça, 21, após um bate-boca entre o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, e senadores. Além disso, Aziz pediu a inclusão do chefe da pasta na lista de investigados da comissão.

A confusão ocorreu após a senadora Simone Tebet (MDB-MS) mostrar um documento da CGU apontando inconsistências na compra da Covaxin. Para ela, o ministro não deu respaldo aos integrantes do órgão e blindou o presidente Jair Bolsonaro.

"Com todo respeito à senhora, eu recomendo que a senhora lesse tudo de novo porque a senhora falou uma série de inverdades aqui", afirmou Wagner Rosário após a fala da senadora. A declaração provocou reação imediata de parlamentares, que cobraram respeito do ministro.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Simone Tebet afirmou que Wagner Rosário estava se comportando como um "menino mimado". "Não me chama de menino mimado, eu não lhe agredi. A senhora está totalmente descontrolada. Me atacando, me atacando", afirmou o ministro em seguida.

Fora dos holofotes, o ministro pediu reservadamente desculpas à senadora. O presidente da CPI suspendeu o depoimento e encerrou a reunião em seguida. Em entrevista à imprensa, a senadora afirmou que o assunto "estava encerrado" e que a CPI precisa se encontrar no foco da investigação.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags