Participamos do

Alessandro Vieira pede Queiroga na CPI da Covid após fala contra vacinação de adolescentes

"Não é aceitável que a maior autoridade de saúde do país se manifeste de forma vaga e alarmista", afirmou o congressista de oposição
18:56 | Set. 16, 2021
Autor Carlos Holanda
Foto do autor
Carlos Holanda Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou requerimento para que Marcelo Queiroga explica à CPI da Pandemia o porquê de o Ministério da Saúde ter orientado que adolescentes de 12 a 17 anos não recebam a vacina contra a Covid-19, além de fornecer detalhes sobre o planejamento vacinal para 2022.

"Não é aceitável que a maior autoridade de saúde do país se manifeste de forma vaga e alarmista", afirmou o congressista de oposição.

Em nova nota informativa, publicada neste dia 15, a pasta defendeu que a vacinação em adolescentes sem comorbidades seja suspensa, prosseguindo apenas para público desta faixa etária com deficiência permanente, comorbidades e privado de liberdade. 

O POVO Mais: Alessandro Vieira: 'CPI da Covid vai responsabilizar gestores'

Segundo Queiroga, 1,5 mil eventos adversos foram registrados, dado que equivale a 0,042% dos contingente de jovens vacinados. Conforme o ministro, mais de 3,5 milhões de adolescentes foram vacinados. Aiinda segundo Queiroga, o adolescente sem comorbidade que tomou a primeira dose não deve receber a segunda.

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) havia autorizado a aplicação da vacina Pfizer para adolescentes a partir de 12 anos no último dia 11.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags