Participamos do

Manifestação pró-Bolsonaro em Brasília fracassa com baixa adesão

12:50 | Set. 12, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Atualizada às 9h37 de 13/09/2021

A manifestação pró-governo, prevista para ser realizada em Brasília na manhã deste domingo, 12, teve a adesão de poucos manifestantes. O ato estava marcado para ter início às 9h, mas quase ninguém compareceu à Esplanada dos Ministérios. À tarde, protestos contra o presidente em pelo menos cinco capitais também registraram baixa adesão. 

Com cerca de 700 participantes às 15h30min, segundo a Polícia Militar do DF, alguns ambulantes chegaram a reclamar das vendas. Já o MBL afirmou ter contabilizado 2 mil pessoas na manifestação, "com pico de 5 mil".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para garantir a segurança, diversas vias próximas ao local foram bloqueadas pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF), que esperava movimentação até às 14h de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

O cenário na Esplanada nesta manhã era bem diferente da última terça-feira, 7, Dia da Independência. No início deste semana, apoiadores do presidente se reuniram na Esplanada do Ministério para manifestações com pautas antidemocráticas, com críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF). O próprio presidente participou dos atos em Brasília e na Avenida Paulista, em São Paulo.

A falta de mobilização neste domingo ocorreu após o presidente recuar do tom adotado por ele próprio nos discursos de 7 de setembro e pelos seus apoiadores e divulgar carta em que até elogiou o ministro Alexandre de Moraes, do STF. Após chamar o ministro de "canalha" e afirmar que não cumpriria decisões do magistrado, Bolsonaro disse que as declarações foram feitas no "calor do momento" e que não teve intenção de agredir qualquer Poder. A carta foi elaborada pelo ex-presidente Michel Temer e assinada por Bolsonaro.

O ato a favor do governo atual foi marcado para o mesmo dia em que grupos contra a gestão de Bolsonaro devem se reunir, no mesmo local. De acordo com a Secretária de Segurança Pública do DF, o movimento "Brasil Livre" teve início 15h. As manifestações são organizadas pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e o Vem pra Rua. 

Assim como pela manhã, a Polícia Militar do Distrito Federal esteve no local para acompanhar o ato. "A área central de Brasília permanece sob monitoramento da SSP e forças de segurança locais, por meio do Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob) e equipes em campo. O objetivo é garantir a segurança de todos que circulam na região. O policiamento na região será reforçado", informou a SSP-DF em nota ainda durante a manhã.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags