PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Randolfe responde Bolsonaro: "Eu queria vacina! Vocês queriam propina!"

Mais cedo, o presidente acusou o senador de querer comprar a vacina Covaxin sem licitação e sem a certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

Filipe Pereira
18:17 | 19/07/2021
Randolfe Rodrigues é senador pelo Amapá (Foto: RENATO CORTEZ)
Randolfe Rodrigues é senador pelo Amapá (Foto: RENATO CORTEZ)

O vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AM), usou as redes sociais nesta segunda-feira, 19, para rebater as críticas feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em uma publicação compartilhada no Twitter contra emendas para agilizar a compra de imunizantes contra a covid-19. Segundo o parlamentar enquanto Bolsonaro queria "propina" ele queria "vacinas".

"É lógico que eu queria vacina o mais rápido possível. Salvar vidas, pra gente, não é brincadeira e não é algo que se negocie com intermediários. Queria a Janssen, a Covaxin, a AstraZeneca, a CoronaVac, a Pfizer... Nossa diferença é grande: eu queria vacina! Vocês queriam propina!", disse Randolfe. 

Mais cedo, o presidente divulgou uma publicação acusando o senador de querer comprar a vacina Covaxin sem licitação e sem a certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O mandatário alega que Randolfe negociou o imunizante no dia 5 de abril pelo preço de R$ 20 milhões. Logo depois, Bolsonaro escreve: " Com planos frustrados restou ao G-7 da CPI acusar ao Governo do que eles tentaram fazer".