PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

“Seguimos progredindo”, diz presidente Jair Bolsonaro em redes sociais

12:40 | 17/07/2021
“Seguimos progredindo”, diz presidente Jair Bolsonaro em redes sociais (Foto: )
“Seguimos progredindo”, diz presidente Jair Bolsonaro em redes sociais (Foto: )

O presidente da República, Jair Bolsonaro, postou neste sábado (17), um vídeo em uma rede social em que caminha pelos corredores do Hospital Vila Nova Star, localizado em São Paulo. Na postagem o presidente destaca que seu quadro está em evolução: “Seguimos progredindo. Bom Dia a todos!”, disse.

- Seguimos progredindo. Bom dia a todos! pic.twitter.com/QczneqhJBT

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) July 17, 2021

No fim da manhã, o presidente  ainda participou da live de inauguração de uma agência da Caixa em Missão Velha, no Ceará. Ele falou sobre o trabalho que está sendo feito para o pagamento do auxílio emergencial. “Não é fácil bolar um programa para pagar 68 milhões de brasileiros em poucos dias”, disse, lembrando que, só no ano passado, o governo pagou em auxílio o equivalente a cerca de dez anos de Bolsa Família.

Bolsonaro ainda comentou sobre seu estado de saúde. Disse que a obstrução intestinal que teve é devido a uma aderência no órgão ocasionada pela facada que levou em um atentado em 2018. Comentou que a cirurgia foi descartada. “Graças a Deus não foi preciso. Estou louco para voltar a trabalhar, rever os amigos, voltar para o seio da família e realmente botar o Brasil para andar. Isso é o que todos nós queremos”, disse.

Histórico

O último boletim médico, divulgado no início da noite de sexta-feira (16), afirmava que o presidente continua evoluindo satisfatoriamente, mas que ainda não há previsão de alta.

Segundo o boletim, o presidente aceitou bem o início da alimentação. Na quinta-feira (15) foi feita a retirada da sonda nasogástrica.

Na quarta-feira, Bolsonaro deu entrada pela manhã no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, com uma crise persistente de soluço e mal-estar. Exames indicaram um quadro de obstrução intestinal. Por decisão do cirurgião Antonio Luiz Macedo, responsável pelas cirurgias no abdômen do presidente, Bolsonaro foi transferido para São Paulo.