PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Políticos comemoram prisão de DJ Ivis por agressão à ex-esposa Pamella Holanda

A ação foi confirmada pelo governador Camilo Santana no Twitter. DJ Ivis é acusado de agressão após vídeos que mostram cenas de violência serem divulgados por Pamella em seu perfil nas redes sociais, no último domingo, 11

10:55 | 15/07/2021
Prisão do DJ Ivis, na delegacia de Policia Civil do Eusébio, no fim da tarde desta quarta, 14 (Foto: Barbara Moira)
Prisão do DJ Ivis, na delegacia de Policia Civil do Eusébio, no fim da tarde desta quarta, 14 (Foto: Barbara Moira)

Após a confirmação da prisão preventiva do cantor DJ Ivis pelo governador Camilo Santana (PT), políticos cearenses comemoraram a ação nas redes sociais. O cantor cearense de 29 anos é acusado de agressão contra a ex-esposa Pamella Holanda, que divulgou uma série de vídeos com cenas de violência no último domingo, 11.

“Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido”, anunciou o governador.

Logo após a notícia, políticos parabenizaram a decisão da Justiça em seus perfis. “Parabéns à Justiça que decretou a prisão do DJ Ivis. A prisão foi solicitada ainda ontem pela Polícia Civil. Em terra de Maria da Penha, agressões às mulheres não podem ficar impunes nunca”, escreveu o deputado federal Capitão Wagner (Pros).

“DJ Ivis acaba de ser preso em uma resposta firme da Polícia Civil pelas agressões contra sua companheira. Que sirva de exemplo para qualquer agressor. Violência doméstica é crime e não pode ficar impune. Se você é uma vítima ou conhece alguém nessa situação, denuncie. #Disque180”, disse o ex-senador Eunício Oliveira (MDB).

Em cima do anúncio do governador Camilo Santana, a prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar(PSD), escreveu: “decisões como essas merecem ser valorizadas, mas que a Justiça seja feita para todos os casos de violência contra a mulher”.

Além desses, demais nomes da política nacional também comentaram o caso. A deputado do Psol de São Paulo, Sâmia Bomfim, comemorou a prisão e prestou solidariedade à vítima. “Com atraso, DJ Ivis foi preso. Que a repercussão desse caso nos faça avançar em políticas públicas e ações de combate à violência contra as mulheres. Pamella, você não está só!”, escreveu.

A vereadora Érica Hilton (Psol-SP) também se pronunciou sobre a ação: “demorou”, disse. “Que sirva de exemplo para todos os homens. Não deixaremos mais a violência machista passar impune”, completou.

Ivis foi preso no final da tarde desta quarta-feira, 14, em um condomínio de luxo em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza. O cantor foi encaminhado para a Delegacia Metropolitana do Eusébio, na Grande Fortaleza, que investiga o caso. Ele chegou por volta das 18h e, às 19h, foi levado para a Perícia Forense, onde passou por exame de corpo de delito.