PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Trump anuncia processo contra Facebook, Twitter e Google após ter seus perfis suspensos

A ação também tem como alvo os presidentes executivos dessas empresas. Trump teve o perfil suspenso após a invasão do Congresso norte-americano por seus apoiadores no começo do ano

16:27 | 07/07/2021
Ex-presidente dos EUA, Donald Trump. (Foto de MANDEL NGAN / AFP) (Foto: MANDEL NGAN / AFP)
Ex-presidente dos EUA, Donald Trump. (Foto de MANDEL NGAN / AFP) (Foto: MANDEL NGAN / AFP)

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump anunciou nesta quarta-feira, 7, que entrou com um processo contra o Facebook, Twitter e Google acusando as plataformas de censura. Ele conta que submeteu a petição a um tribunal federal na Flórida. O anúncio foi dado em coletiva de imprensa.

A ação também tem como alvo os presidentes executivos dessas empresas, respectivamente: Mark Zuckerberg, Jack Dorsey e Sundar Pichai. Trump disse ainda que buscaria o status de ação coletiva na ação, mas não especificou quem eram os outros membros envolvidos.

O ex-presidente norte-americano teve seus perfis bloqueados nas redes sociais e outras plataformas on-line em janeiro deste ano, após a invasão do Congresso dos Estados Unidos por seus apoiadores, incitados pela alegação de fraude no resultado das eleições.

Desde então, o Twitter saiu à frente e retirou a conta de Trump do ar citando preocupações com "incitação à violência". A página de Trump no Twitter tinha quase 89 milhões de seguidores e era seu principal meio de comunicação com o público.

Já o Facebook, que inicialmente apenas o restringiu de fazer novos posts em suas contas da rede social e do Instagram, que também pertence à Zuckerberg, anunciou a suspensão até janeiro de 2023. A decisão foi divulgada no último mês de junho, atendendo a um pedido do Comitê de Supervisão da rede social, que, em maio, solicitou uma desfecho para o caso.

O canal de Trump no YouTube, plataforma que pertence ao Google, também está impedido de enviar novos vídeos. O ex-presidente, no entanto, não anunciou processo contra a companhia ou seus líderes.

Acompanhe ao vivo entrevista do ex-presidente FHC na rádio O POVO CBN