PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

CPI da Covid: Roberto Dias e ex-coordenadora do PNI serão ouvidos nesta semana

Oitivas miram as autorizações e fiscalizações diante da importação de 20 milhões de doses da vacina Covaxin

Filipe Pereira
16:15 | 05/07/2021
Brasilia em 11 de julho de 2021, Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia (CPIPANDEMIA) realiza audiência pública interativa para ouvir o depoimento de especialistas convidados a respeito de aspectos técnicos da Covid-19...Os parlamentares requerentes da audiênica, citam a trajetória pública e acadêmica nacional e internacional dos profissionais nas justificativas, afirmando que os cientistas têm condições de esclarecer o país sobre a melhor forma de enfrentamento à pandemia de covid-19...Mesa:.médico sanitarista da Fundação Oswaldo Cruz e ex-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Cláudio Maierovitch;.vice-presidente da CPIPANDEMIA, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP);.microbiologista e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Natalia Pasternak;.relator da CPIPANDEMIA, senador Renan Calheiros (MDB-AL)...Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Brasilia em 11 de julho de 2021, Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia (CPIPANDEMIA) realiza audiência pública interativa para ouvir o depoimento de especialistas convidados a respeito de aspectos técnicos da Covid-19...Os parlamentares requerentes da audiênica, citam a trajetória pública e acadêmica nacional e internacional dos profissionais nas justificativas, afirmando que os cientistas têm condições de esclarecer o país sobre a melhor forma de enfrentamento à pandemia de covid-19...Mesa:.médico sanitarista da Fundação Oswaldo Cruz e ex-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Cláudio Maierovitch;.vice-presidente da CPIPANDEMIA, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP);.microbiologista e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Natalia Pasternak;.relator da CPIPANDEMIA, senador Renan Calheiros (MDB-AL)...Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

A CPI da Pandemia terá nesta semana pelo menos três oitivas. Na terça-feira, 6, a comissão deve ouvir a servidora do Ministério da Saúde Regina Célia Silva Oliveira. Na quarta-feira, 7, os senadores recebem Roberto Dias, servidor exonerado do Ministério da Saúde. Já na quinta-feira, 8, depõe Francieli Fontana, ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Regina é apontada pelo deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) e pelo seu irmão, o servidor do MS Luis Ricardo Miranda, por autorizar e fiscalizar a importação de 20 milhões de doses da vacina Covaxin. Contudo, a autorização teria sido realizada mesmo diante das divergências em relação ao contrato inicial.

O deputado federal Ricardo Barros (Progressitas-PR) negou as acusações de que teria feito parte das negociações para a compra de doses da vacina Covaxin. Em suas redes sociais, Barros também pontuou que não teve envolvimento com Regina Célia para a compra do imunizante. A CPI pretende ouvir o parlamentar. 

Já Roberto Dias é acusado por Luiz Paulo Dominguetti de pedir propina de um dólar por dose de vacina para fechar o contrato com um vendedor de vacinas. Dias foi exonerado do cargo na última semana, menos de 24 horas depois de ser alvo da denúncia. Ele confirmou que se encontrou com o PM no dia 25 de fevereiro, mas negou ter oferecido qualquer propina ou favorecimento ao representante da Davati. 

Após mudanças no calendário da CPI, o depoimento de Francieli Fontana Fantinato ficou para esta quinta. Ao deixar o cargo no dia 30 de junho, ela negou qualquer pressão do governo, mas criticou os atrasos de doses de vacinas e as declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a imunização.