PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Barros teve sua honra sequestrada por Bolsonaro, diz Renan Calheiros

09:58 | 05/07/2021

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), comentou sobre o pedido do líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), que solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF), por meio de mandado de segurança, para que seja mantida a data de seu depoimento à CPI para a próxima quinta-feira (8).

Pelo Twitter, Barros afirmou que está sendo impedido de exercer sua ampla defesa por abuso de poder da CPI que ataca, indevidamente, sua honra. Barros foi citado pelo deputado Luís Miranda (DEM-DF) como envolvido em suposto esquema de propina para a compra de vacinas contra a covid-19

"O Líder do Governo quer impor sua ida a CPI. diz que teve sua honra sequestrada. Teve sim: por seu Chefe Bolsonaro, que o acusou e até hoje não negou ou defendeu", disse Renan, também em publicação no Twitter.