PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Quem é Luiz Paulo Dominguetti, que denunciou propina na compra de vacinas

Dominguetti é PM em Minas Gerais e responde a 37 processos judiciais. A denúncia de um suposto esquema de corrupção foi publicada pelo jornal 'Folha de S.Paulo'.

Filipe Pereira
11:07 | 01/07/2021
Saiba quem é Luiz Paulo Dominghetti, que revelou suposto esquema de corrupção na compra de vacinas (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
Saiba quem é Luiz Paulo Dominghetti, que revelou suposto esquema de corrupção na compra de vacinas (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

O cabo da Polícia Militar de Minas Gerais Luiz Paulo Dominguetti Pereira depõe nesta quinta-feira, 1º de julho, na CPI da Pandemia. O empresário teria negociado com o Ministério da Saúde a venda de vacinas e diz ter ouvido um pedido de propina no valor de US$ 1,00 por dose. A Polícia Militar de Minas Gerais informou que ele é integrante da força no estado e atualmente está lotado no batalhão da cidade de Alfenas, no Sul de Minas.

Luiz se apresenta como representante da Davati Medical Supply, empresa com quem o governo Bolsonaro estaria negociando a compra de 400 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca. Ele afirma que o pedido teria sido feito por Roberto Ferreira Dias, diretor de logística no Ministério da Saúde, no restaurante de um shopping em Brasília, no dia 25 de fevereiro.

Segundo informações do portal G1, Dominguetti morou em Belo Horizonte até o fim de 2020. Segundo moradores do lugar onde o PM residia, a família era reservada e praticamente não tinha contato com a vizinhança. O dono do apartamento afirma que ele saiu devendo quatro meses de aluguel e ainda responde, na Justiça, a um processo de cobrança desta dívida.

Em outro processo, o depoente é acusado por uma mulher de ter comprado um carro financiado em nome dela. Além de não pagar as parcelas, levou multas que estão em nome da proprietária e sumiu com o veículo, que até hoje não foi localizado. Ao todo, o nome dele aparece em 37 processos na Justiça.