PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Crise fortalece pedidos para impeachment de Bolsonaro, diz Kassab

Presidente do PSD vê dificuldades para a reeleição do atual líder nacional e chama atenção para que não subestimem a vasta base governista

13:11 | 01/07/2021
Gilberto Kassab (Foto: Evilázio Bezerra/O POVO) (Foto: EVILÁZIO BEZERRA)
Gilberto Kassab (Foto: Evilázio Bezerra/O POVO) (Foto: EVILÁZIO BEZERRA)

O presidente do Partido Social Democrático (PSD), Gilberto Kassab, acredita no poder da crise política para dificultar a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 2022 e fortalecer os pedidos de impeachment. Contudo, possui ressalvas em relação à base governista e sua influência em todo esse processo. "Não se pode banalizar o impeachment, é preciso ter cuidado. A base governista é grande e não pode ser menosprezada também”, disse à Folha de S.Paulo.

Em pesquisas recentes, como a do Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria), Bolsonaro apresenta percentual de intenção de votos inferior ao de Lula. No entanto, Kassab crê que o líder petista "vive um processo de vitimização". "Mas ele vai ter de apresentar seus projetos ainda", afirma.

No caso de Bolsonaro, a sequência de acusações de corrupção na compra de vacinas contra a Covid-19 não o ajuda em questões de popularidade, e protestos contra o governo balançam a opinião pública ao tomarem lugar em várias capitais do País. No próximo sábado, 3, estão marcadas novas manifestações contra o presidente.

A reação do presidente alterna entre defesa e ataque. De acordo com Kassab, a marca de Bolsonaro é a postura na pandemia. “Na hora em que não usa máscara, dá a impressão de que não tem sentimento. Imagina a pessoa que perdeu um parente vendo aquilo. Gera um descontentamento”, disse.

Veja o terceiro episódio do Jogo Político, com o prefeito de Sobral Ivo Gomes: