PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Ricardo Miranda: recebemos documentação e verificamos inconsistências -

15:10 | 26/06/2021

O servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda reiterou hoje, dentro da Pasta, recebeu as documentações sobre a compra da vacina indiana Covaxin e verificou inconsistências na operação. "Apresentamos às autoridades para verificar", disse, durante entrevista neste sábado.

Ricardo Miranda é irmão do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF). Os dois denunciaram à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid supostas irregularidades na compra da vacina.

O servidor afirmou que esteve apenas uma vez com o presidente Jair Bolsonaro, quando fez a denúncia diretamente a ele. Ricardo Miranda afirmou ainda não sentir medo por ter feito a denúncia. "Estou tranquilo, fiz o certo e o devido", disse. "Não tenho nenhuma pretensão política."

Na sexta-feira, em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Luis Miranda e seu irmão confirmaram ter avisado o presidente Jair Bolsonaro, há três meses, sobre suspeitas de corrupção na compra da vacina indiana Covaxin. Eles relataram uma "pressão atípica" para acelerar a importação. Bolsonaro teria citado o deputado federal Ricardo Barros (Progressistas-PR), líder do governo na Câmara, como o parlamentar que queria fazer "rolo" no Ministério da Saúde.

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) e seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde, Luis Ricardo Miranda, concedem entrevista neste sábado para o site "O Antagonista".