PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Autor de estudo sobre "supernotificação" de mortes é afastado do TCU

No TCU o entendimento é de que o estudo, repassado aos filhos de Jair Bolsonaro, é um panfleto político, sem fundamentação científica

Carlos Holanda
18:38 | 08/06/2021
Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques é autor de estudo infundado que subsidiou fala mentirosa de Bolsonaro sobre
Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques é autor de estudo infundado que subsidiou fala mentirosa de Bolsonaro sobre "supernotificação" de mortes por Covid-19 (Foto: Reprodução/Internet)

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu afastar o auditor Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, autor de estudo que aponta supernotificação de metade das mortes por Covid-19 no Brasil. A tese é falsa e foi citada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em novo ataque aos governadores.

Segundo o Correio Braziliense, no TCU o entendimento é de que o estudo é um panfleto político, sem fundamentação científica. Os auditores que confrontaram Alexandre dizem que ele se mostrou irredutível ao ser confrontado com os dados reais, ainda segundo a publicação.

Vendo que não teria perspectiva de levar o trabalho adiante, ele repassou para os filhos do presidente. O TCU vai apurar o comportamento de Alexandre. Nesta terça-feira, 8, Bolsonaro admitiu o erro de sua fala, mas, por outro lado, insistiu em teses infundadas sobre o tema.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >

Dia 15 de junho estreia o Jogo Político