Participamos do

Movimentos sociais organizam manifestações em Fortaleza contra Bolsonaro, no próximo sábado

A Frente Povo Sem Medo e a Frente Brasil Popular organizam, na capital, dois atos distintos no mesmo dia. Em meio a criticas, grupos prometem reforçar medidas de segurança para evitar contágio da Covid-19
12:11 | Mai. 24, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Uma manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Fortaleza está prevista para próximo sábado, 29. Organizada pela Frente Povo Sem Medo, o ato "Fora Bolsonaro, Vacina no Braço e Comida no Prato" deve acontecer na praça da Gentilândia, no bairro Benfica, às 15h30min. Já às 15 horas, haverá uma carreata contra Bolsonaro no bairro Castelão, organizada pela Frente Brasil Popular. 

Em evento criado no Facebook, os organizadores realizam a convocação lembrando das mais de 400 mil vidas perdidas "pelo descaso do governo Bolsonaro". Também há uma orientação para que os presentes usem máscara PFF2/N95, álcool em gel e demais cuidados para evitar o contágio pela Covid-19. 

Para o coordenador estadual da Frente Povo Sem Medo, Dóris Soares, para o evento em Fortaleza, o grupo planeja a criação de uma comissão para garantir o distanciamento social e a fiscalização no uso dos equipamentos de proteção. "Além de comissões, a gente vai levar máscara para distribuir. Nossa preocupação maior é fazer um ato seguro", diz.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo o organizador, o Brasil enfrenta uma "situação política muito grave". "Tem a pandemia na situação de muita morte no País, a vacinação parando, e a única forma de combater a doença para proteger a população é por meio da vacinação. A nossa linha é discutir isso e dizer que o governo Bolsonaro já cometeu vários crimes. É um governo que, na verdade, desgoverna o País, que está entregue a malucos e que não tem a menor responsabilidade com o povo", afirma Dóris.

Para o mesmo dia, a Frente Brasil Popular também organiza, em Fortaleza, uma carreata no bairro Castelão, às 15 horas. Na descrição, o evento se manifesta em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), em prol da vacina e contra as privatizações realizadas pelo governo federal. Na convocação, o grupo chama a população para a Av. Alberto Craveiro, em frente ao Centro de Formação Olímpica.

Esses eventos estarão acontecendo em várias capitais brasileiras. O pano de fundo são essas bandeiras colocadas, mas o principal é o "Fora, Bolsonaro", afirma Will Pereira, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Em níveis nacionais, outras manifestações contra o governo federal também estão sendo organizadas pelas Frente Povo Sem Medo e Frente Brasil Popular. 

Na última quinta-feira, 20, o ex-candidato à presidência pelo Psol, Boulos convocou atos no "país inteiro" pelo "Fora, Bolsonaro", para o mesmo dia. “É difícil convocar mobilizações de rua num contexto de pandemia, mas hoje não temos outra alternativa”, diz. Ele pede ainda que todos compareçam de PFF2, uma máscara de proteção cirúrgica que garante vedação mais eficiente contra o vírus", disse em vídeo divulgado nas redes sociais. 

Nos comentários, Boulos chegou a ser criticado após chamar a sociedade para os atos durante a pandemia. Alguns seguidores do psolista acharam inviável a manutenção das medidas sanitárias durante uma manifestação. "Aglomerar ?? Aí perde razão...essa máscara só elite usa" e "manifestação com distanciamento social? Depois faz um tutorial explicando como funciona", foram algumas das frases ditas. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags