PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

"Miliciano considera que é vagabundo toda pessoa que o enfrenta", diz Calheiros sobre discussão com Flavio Bolsonaro

O relator da CPI disse ainda que a ofensa de Flávio foi feita para que o presidente Bolsonaro publicasse o vídeo na internet; o presidente compartilhou a filmagem nas redes sociais

13:34 | 17/05/2021

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), comentou a discussão acalorada que teve com o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), durante o depoimento do ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten, na semana passada.

Após Calheiros sugerir que Wajngarten fosse preso por mentir à CPI, Flávio o chamou de vagabundo. “Imagina a situação: um cidadão honesto ser preso por um vagabundo como Renan Calheiros”, disse o filho do presidente. Ao canal GloboNews, Renan respondeu que para milicianos, vagabundos são aqueles que os enfrentam.

"Eu aproveito a oportunidade para falar daquele episódio do xingamento de vagabundo. Isso é uma coisa da cultura do Rio de Janeiro. As pessoas que moram no Rio de Janeiro sabem que o miliciano tem uma cultura diferente. Ele nunca considera que é criminoso, que está cometendo dano à vida das pessoas, que está traficando, não. Ele acha que não é criminoso e considera que é vagabundo toda a pessoa que o enfrenta”, disse.

O relator da CPI disse ainda que a ofensa de Flávio foi feita para que o presidente Bolsonaro publicasse o vídeo na internet; o presidente compartilhou a filmagem nas redes sociais.