PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

CPI da Covid: senador Omar Aziz diz estar provado que não houve interesse do governo na compra de vacina

Esta semana as oitivas na CPI da Covid continuam. Estão previstos os depoimentos dos ex-ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Eduardo Pazuello (Saúde) para os dias 18 e 19 de maio, respectivamente

11:11 | 17/05/2021
Omar Aziz é o presidente da CPI da Covid (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Omar Aziz é o presidente da CPI da Covid (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O senador Omar Aziz (PSD-AM) avaliou que as duas primeiras semanas de depoimentos à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 mostram que o governo federal negligenciou inicialmente a compra de imunizantes.

Para o parlamentar, "não houve nenhum interesse na compra da vacina no primeiro momento” e "se apostou muito na imunização de rebanho e kit cloroquina, ivermectina", disse em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo no último domingo, 16.

Questionado sobre o papel do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o senador negou uma suposta omissão do líder do Executivo federal no combate à Covid-19: “Não posso falar isso, dar essa opinião, porque estaria sendo prematuro e fazendo pré-julgamento”.

Esta semana as oitivas na CPI da Covid continuam com depoimentos considerados importantes. Estão previstos os depoimentos dos ex-ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Eduardo Pazuello (Saúde) para os dias 18 e 19 de maio, respectivamente. Além deles, a secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, conhecida como “capitã cloroquina", será ouvida no próximo dia 20.