Participamos do

Acompanhe ao vivo: CPI da Covid ouve diretor-presidente da Anvisa nesta terça-feira, 11

Barra Torres deverá ser questionado sobre o processo que levou ao veto do uso da vacina russa Sputnik V no Brasil, dentre outros temas relacionados a vacinas
10:28 | Mai. 11, 2021
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid do Senado segue ouvindo autoridades responsáveis pela condução de temas vinculados a pandemia durante toda esta semana. Nesta terça-feira, 11, o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, prestará esclarecimentos aos senadores. a partir das 10h.

Barra Torres será cobrado a explicar os prazos de liberação das vacinas contra o novo coronavírus. Ele deverá ser questionado sobre o processo que levou ao veto do uso da vacina russa Sputnik V no Brasil.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


Na esteira da pandemia, enquanto o Brasil já supera os 423 mil mortos pela doença a CPI segue durante a semana com os depoimentos de Fábio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, na quarta-feira, 12 e do ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, na quinta-feira, 13. O presidente da Pfizer no Brasil também deve ser ouvido. O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, tem seu depoimento marcado para o próximo dia 19.

Há expectativa sobre o depoimento de Wajngarten, que deve tratar especialmente sobre as negociações com a farmacêutica Pfizer para a aquisição de vacinas. Em entrevista à revista Veja, o ex-secretário afirmou que o Ministério da Saúde agiu com "incompetência" durante o processo; a Pfizer ofereceu 70 milhões de doses ao governo Bolsonaro ainda no ano passado, proposta que foi recusada pelo Planalto.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags