PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Petista vai à Justiça contra empréstimo para mansão de Flávio Bolsonaro em Brasília

Segundo Erika Kokay (PT-DF), o empréstimo fere regras do Banco de Brasília

21:06 | 27/03/2021

A deputada Erika Kokay (PT-DF) pediu à Justiça do Distrito Federal que suspenda empréstimo concedido pelo Branco de Brasília (BRB) ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) em R$ 3,1 milhões para a aquisição de uma mansão em Brasília.

No pedido, a deputada petista alega que o empréstimo descumpre regras do banco. Além disso, Kokay afirma que a renda de Flávio e sua esposa, a dentista Fernanda Bolsonaro, não é compatível com o valor do crédito liberado pelo BRB.

Segundo as regras do banco, a renda mínima para a liberação do valor seria de R$ 63 mil ao mês, enquanto o senador declarou renda de R$ 37 mil mensais.

O empréstimo para a compra da mansão, avaliada em mais de R$ 6 milhões, foi revelado no início de março pelo site O Antagonista. Segundo documentos da escritura de compra e venda do imóvel, o senador financiou R$ 3,1 milhões para a compra da mansão, liberados pelo BRB, banco comandado pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).