PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Felipe Neto recebe Polícia Civil em casa após chamar Bolsonaro de "genocida"

O mandado de intimação é assinado pelo delegado Pablo Dacosta Sartori, que já pôs Neto, por uma suposta corrupção de menores, e entidades críticas ao presidente na mira de outras ações

Carlos Holanda
18:21 | 15/03/2021
Felipe declarou que Carlos Bolsonaro não irá o silenciar  (Foto: Reprodução/ YouTube)
Felipe declarou que Carlos Bolsonaro não irá o silenciar (Foto: Reprodução/ YouTube)

O influenciador digital Felipe Neto publicou nas redes que recebeu visita da Polícia Civil do Rio de Janeiro nesta segunda-feira, 15, por ter classificado o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como "genocida". 

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) disse ter aberto notícia crime contra o youtuber na semana passada, sem especificar por qual motivo.

O mandado de intimação é assinado pelo delegado Pablo Dacosta Sartori, que já pôs Neto, por uma suposta corrupção de menores, e entidades críticas ao presidente na mira de outras ações.

A medida se ampara na Lei de Segurança Nacional, dispositivo editado no Regime Militar (1964-1985) e, atualmente, usado pelo governo Bolsonaro contra jornalistas e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Sartori já abriu inquérito contra a Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ) e até contra William Bonner e Renata Vasconcelos, apresentadores da TV Globo, por publicações referentes às supostas rachadinhas praticadas pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

"A clara tentativa de silenciamento se dá pela intimidação. Eles querem que eu tenha medo, que eu tema o poder dos governantes. Já disse e repito: um governo deve temer seu povo, nunca o contrário. Carlos Bolsonaro, você não me assusta com seu autoritarismo", disse Neto em protesto.

TAGS