PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Deputada critica movimento feminista e diz que o cristianismo foi o responsável pela conquista de direitos das mulheres

Em mensagem do Dia da Mulher, a deputada estadual Dra. Silvana negou o movimento feminista enquanto agente de melhorias na vida das mulheres, atribuindo essa função ao cristianismo

18:27 | 09/03/2021
FORTALEZA, CE, BRASIL, 11.02.2021: Sessão na Assembleia Legislativa do Ceará. Dep. Dr. Silvana.. (Foto: Thais Mesquita/OPOVO) (Foto: Thais Mesquita)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 11.02.2021: Sessão na Assembleia Legislativa do Ceará. Dep. Dr. Silvana.. (Foto: Thais Mesquita/OPOVO) (Foto: Thais Mesquita)

A deputada estadual Dra. Silvana (PR), membro da bancada evangélica na Assembleia Legislativa do Ceará, compartilhou mensagem com críticas ao movimento feminista, em publicação de homenagem ao Dia Internacional da Mulher, celebrado na última segunda, dia 8 de março.

Na publicação em seu perfil do Instagram, a parlamentar desautorizou o movimento que luta por igualdade entre homens e mulheres, dando crédito ao cristianismo como agente de melhorias na vida das mulheres. A imagem publicada diz que “foi o cristianismo, e não o feminismo, que melhorou a vida das mulheres” e é acompanhada de um texto. Lá, a explicação dada pela deputada para tal afirmação toma episódios bíblicos de protagonismo feminino.

“Não somente as mulheres foram as primeiras a descobrir o túmulo vazio após a ressurreição de Cristo, mas elas são mencionadas nos quatro evangelhos como testemunhas oculares do fato mais importante da história do cristianismo, e do mundo, sendo essenciais na propagação da notícia”, citou.

A deputada não poupou críticas ao movimento social e sugeriu uma nova lógica para revisar os fatos, baseada no entendimento que todos, e não somente as mulheres, já passaram por dificuldades.

“Colocar a mulher como vítima das circunstâncias, da sociedade, do homem, é o que o feminismo vem fazendo há anos. Como se somente as mulheres tivessem enfrentado dificuldades ao longo dos séculos nesse mundo pecaminoso”, completou nos comentários.

Assumidamente contrária à implementação de cotas femininas para a composição de cadeiras no Legislativo, Dra. Silvana defende a meritocracia e critica políticas compensatórias voltadas às mulheres. Em entrevista ao O POVO sobre o assunto, a deputada afirmou que as mulheres devem conquistar espaço na política por esforço e dons próprios.