PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Fachin reconhece com "cinco anos de atraso" que Moro não poderia julgar Lula, diz Gleisi

Petista diz aguardar análise jurídica da decisão do ministro Fachin

Carlos Holanda
16:25 | 08/03/2021
Lula e Gleisi Hoffmann (Foto: DIVULGAÇÃO)
Lula e Gleisi Hoffmann (Foto: DIVULGAÇÃO)

 

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), afirmou que o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), reconhece com cinco anos de atraso que o ex-juiz Sergio Moro não poderia julgar o ex-presidente Lula. 

"Estamos aguardando a análise jurídica da decisão do ministro Fachin, que reconheceu com cinco anos de atraso, que Sergio Moro nunca poderia ter julgado Lula", ela escreveu logo após Fachin ter anulado todas as condenações de Lula na Lava Jato. O petista fica elegível com a decisão.