PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

"Decisão de Fachin faz justiça tardiamente", afirma Renato Roseno sobre caso Lula

O deputado comemorou a decisão e sugeriu que condenação de Lula teria interferência direta e parcial de Moro, suscitando na eleição de Bolsonaro

16:46 | 08/03/2021
FORTALEZA, CE, BRASIL, 11.02.2021: Sessão na Assembleia Legislativa do Ceará. Dep. Renato Roseno (Foto: Thais Mesquita/OPOVO) (Foto: Thais Mesquita)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 11.02.2021: Sessão na Assembleia Legislativa do Ceará. Dep. Renato Roseno (Foto: Thais Mesquita/OPOVO) (Foto: Thais Mesquita)

O deputado estadual Renato Roseno (Psol) comentou a decisão do ministro do STF, Edson Fachin, que anulou a condenação o ex-presidente Lula no âmbito da operação Lava Jato, tornando-o elegível na eleição presidencial de 2022.

“Atuação do juiz parcial Moro interferiu nas eleições de 2018, impedindo Lula de se candidatar. Decisão de Fachin faz justiça tardiamente. Mas, ao menos, ajuda a revelar os capítulos do golpe que levou Bolsonaro, o pior presidente da história do Brasil, ao poder”, escreveu em seu perfil no Twitter.