PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Camilo volta a criticar Bolsonaro por "promover discórdia com governadores": "Lamentável"

Nas redes sociais, governador do Ceará reforçou críticas ao presidente, afirmando ainda que ele leva o tempo a espalhar informações distorcidas

Filipe Pereira
10:31 | 01/03/2021
Governador Camilo Santana defendeu rigidez de último Decreto (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
Governador Camilo Santana defendeu rigidez de último Decreto (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

O governador Camilo Santana (PT) usou as redes sociais na manhã desta segunda-feira, 1º março, para retomar críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em publicação, o petista afirmou ser "lamentável" o posicionamento do gestor diante da pandemia do novo coronavírus, principalmente, após os conflitos gerados com governadores. 


Durante a sua passagem pelo Ceará, o presidente criticou postura de governadores favoráveis ao isolamento social, dando a entender que a medida seria um fator agravante para os índices de desemprego no Brasil. “Não podemos dissociar a questão do vírus e o desemprego. São dois problemas que devemos tratar de forma simultânea e com a mesma responsabilidade", declarou Bolsonaro.

Em meio ao aumento dos números da pandemia da covid-19 no País, Bolsonaro chegou a afirmar que o governador que adotar medidas de restrição por conta da crise sanitária deverá bancar novas rodadas do auxílio emergencial.

Diversos estados do país e o Distrito Federal vêm anunciando medidas de restrição e, com mais de 90% dos leitos de UTIs ocupados, estão prestes a entrar em colapso. Na última sexta-feira, 26, Camilo rebateu o presidente nas redes sociais, afirmando que "receberão o justo julgamento" aqueles que rejeitam a gravidade da Covid-19.