PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Ministério Público recomenda que Governo do Estado adote medidas de isolamento mais rígidas

Dentre as recomendações está a imediata restrição no funcionamento de atividades religiosas em ambientes fechados, academias de ginástica e similares, além de outras atividades que apresentem risco epidemiológico mais elevado

10:31 | 26/02/2021
 AS INVESTIGAÇÕES foram realizadas em 23 municípios do Ceará (Foto: Divulgação)
AS INVESTIGAÇÕES foram realizadas em 23 municípios do Ceará (Foto: Divulgação)

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) recomendou que o Governo do Estado e a Prefeitura de Caucaia adotem medidas restritivas para ampliar o isolamento social com o objetivo de conter os índices de contaminação por Covid-19 no Ceará. Iniciativa foi da 5ª Promotoria de Justiça de Caucaia e encaminhado à Procuradoria Geral de Justiça para envio ao Executivo Estadual.

O procurador-geral de Justiça do Ceará, Manuel Pinheiro, manifestou apoio à recomendação. “Diante do momento gravíssimo que estamos vivendo, com aumento vertiginoso de casos e óbitos por Covid, a adoção de medidas mais rigorosas de isolamento social é fundamental para reduzir a circulação do vírus, evitando o colapso do sistema de saúde, tanto na rede pública, quanto na rede privada”, defendeu.

O MP recomenda a limitação das atividades de maior risco, com a imediata restrição no funcionamento de atividades religiosas em ambientes fechados, academias de ginástica, crossfit e similares, esportes coletivos e outras atividades que apresentem risco epidemiológico mais elevado.

O documento foi expedido na última quinta-feira, 25, dia em que o Brasil bateu recorde de mortes diárias por Covid-19 (1.582 em 24h) e véspera da visita do presidente Jair Bolsonaro ao Ceará, que inclui passagens por Tianguá, Caucaia e Fortaleza para assinatura de ordens de serviço para obras em estradas federais; evento que pode causar aglomeração.