PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Baleia defende regulamentação de orçamento impositivo em discurso de candidatura

22:08 | 01/02/2021

O deputado Baleia Rossi (MDB-SP) se comprometeu a regulamentar o orçamento impositivo caso seja eleito. Ele fez uma crítica velada ao adversário Arthur Lira (PP-AL) ao dizer que "fala-se muito em dar voz aos deputados, mas o orçamento não é dividido de forma igual", afirmou.

"O Estadão publicou matéria essa semana, onde detalha que o relator do orçamento colocou para sua base R$ 160 milhões para uma cidade. Um outro líder enviou R$ 80 milhões de reais para atender a sua base, outro, R$ 78 milhões, mais um R$ 50 milhões, enquanto os parlamentares lutam para buscar recursos para paz, pras santas casas, para o desenvolvimento dos seus municípios com o pires na mão", disse Baleia em seu discurso no plenário da Câmara.

Ele agradeceu aos deputados que não puderam declarar voto em sua candidatura por pressão do governo. "Porque foram coagidos, foram ameaçados pelo governo", disse. "Nos últimos 30 dias, nós vimos que a sociedade está debatendo esta disputa aqui na Câmara federal. Não é qualquer disputa. Nós vamos definir hoje qual Brasil nós teremos nos próximos dois anos", afirmou.

Por diversas vezes, Baleia repetiu as palavras "independência" e "independente". "Por que a Câmara independente assusta tanto? Nós unimos partidos que são diferentes, que têm ideologias diferentes, partidos que pensam economia, que pensam sociedade de forma diferente. Mas a diferença nos fortaleceu, porque nós não podemos abrir mão da defesa da nossa democracia", disse Baleia, que obteve o apoio de dez partidos do centro e da oposição na Câmara, com exceção do PSOL.

Baleia também agradeceu nominalmente ao aliado Rodrigo Maia (DEM-RJ) em seu discurso. "A Câmara independente é para que a gente possa fazer a diferença, independente e harmônica com os demais poderes, independente com o diálogo. A Câmara independente nestes últimos dois anos sob a presidência de Rodrigo Maia, a quem quero fazer uma saudação e agradecer pelo apoio, fundamental para debater assuntos que interessam a nossa população", disse.