Participamos do

Parlamentares cearenses reforçam pedido para suspender recesso no Congresso

Motivados pela crise em Manaus, deputados e senadores de todo o País têm utilizado as redes sociais para pedir o fim do recesso, previsto até o início de fevereiro
17:27 | Jan. 16, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O colapso do sistema de saúde em Manaus está fazendo com que parlamentares de todo o país pressionem lideranças do Legislativo para suspender o recesso e convocar o retorno das atividades no Congresso Nacional. O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) protocolou requerimento solicitando a retomada dos trabalhos e convidando colegas a assinar o documento.

Alguns parlamentares cearenses já manifestaram-se favoráveis à ideia. Pelo menos três deputados federais e um senador assinaram, até a noite da última sexta-feira, 15, o requerimento pedindo a convocação de uma sessão extraordinária.

O deputado federal Denis Bezerra (PSB-CE) declarou ter assinado o requerimento proposto pelo senador de Sergipe. “Diante da omissão do Governo Federal, é urgente as Casas Legislativas voltarem aos trabalhos!”, disse, acrescentando que o Congresso precisa novamente “assumir o protagonismo”.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


O deputado federal Célio Studart (PV-CE) também já assinou o termo. “Faltar AR pras pessoas respirarem é um CRIME hediondo, perverso! É SURREAL! Não importa agora achar culpados, mas sim salvar vidas! Estou cobrando o Ministério da Saúde e antes mesmo disso já assinei requerimento para que o Congresso não tenha recesso!”.

Nesta sexta-feira, 15, o deputado federal Eduardo Bismarck (PDT-CE) declarou que assinaria “já na primeira hora” deste sábado, 16, o requerimento pela convocação extraordinária do Congresso. “Nada justifica a total desídia do parlamento. Enquanto o resto do mundo caminha para a retomada, o Brasil caminha para o aprofundamento da crise”.

Dentre os senadores cearenses, Eduardo Girão (Podemos) assinou a solicitação para "somar esforços com o Executivo" na busca por uma solução para a situação de Manaus que ele considera poder afetar outros estados, inclusive o Ceará. "Reconheço que dinheiro não está faltando a partir da União para os Estados mas precisamos fiscalizar melhor a aplicação desses recursos para evitar tragédias”, disse o parlamentar.

O recesso no Congresso está previsto até o início de fevereiro, quando haverá eleição das novas Mesas Diretoras da Casas. Lideranças tem feito campanha pelo país neste mês de janeiro visando garantir apoio para a sucessão. Esta semana os candidatos a presidente da Câmara, deputados Baleia Rossi (MDB-SP) e Arthur Lira (PP-AL), estiveram no Ceará em agenda com políticos cearenses.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags